Nas Bancas

Alberto e Charlene do Mónaco mostram-se felizes na companhia dos filhos nas celebrações de Santa Devota

As cerimónias decorrem entre 26 e 27 de janeiro.

CARAS
27 de janeiro de 2020, 12:03

As celebrações de Sainte Devote (Santa Devota), padroeira do Mónaco, decorrem entre 26 e 27 de janeiro e são uma das festas tradicionais mais antigas do Principado do Mónaco.

Por esse motivo, o príncipe Alberto esteve presente no evento, acompanhado pela mulher, Charlene, e os filhos de ambos, Jacques e Gabriella, de cinco anos. Os quatro mostraram-se sorridentes durante a cerimónia, tendo ainda havido lugar a um momento amoroso entre os irmãos gémeos, no qual é possível ver Gabriella abraçar e dar um beijinho a Jacques.

De salientar que esta tradição, que se cumpre anualmente desde 1874, nasceu da Lenda de Santa Devota, e baseia-se num documento medieval. De acordo com esta lenda, Devota, uma jovem cristã de Córsega, foi martirizada durante as perseguições de Diocleciano e Maximiano, no ano 303 ou 304. O seu corpo, roubado na noite seguinte por alguns fiéis, foi colocado num barco, levado para o Mónaco e enterrado numa capela do vale conhecida como Gaumates, localizada perto do porto, no dia 27 de janeiro do mesmo ano. No século XVII, Santa Devota tornou-se padroeira de Mónaco.

De acordo com a tradição, todos os anos um barco é queimado, numa cerimónia na qual está presente o príncipe do Mónaco, a sua família e outras personalidades relevantes do principado. Após este momento, decorre o fogo de artifício em Port Hercule.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras