Nas Bancas

GettyImages-1142489219.jpg

Getty Images

Rei da Tailândia nomeia amante, três meses depois do seu casamento

A cerimónia contou com a presença da rainha, Suthida. Veja o vídeo.

CARAS
2 de agosto de 2019, 17:22

O rei Maha Vajiralongkorn converteu a sua amante em consorte real à frente da sua mulher. Desta forma, a monarquia do país assumiu publicamente a poligamia. Sineenat Wongvajirapakdi, de 34 anos, tornou-se amante oficial do rei no dia em que este celebrou o seu 67º aniversário.

Esta é a primeira vez desde a abolição da monarquia absoluta no país, em 1932, que é nomeada uma "consorte real". Na cerimónia, o rei verteu água sobre a cabeça da mulher, um gesto simbólico que a tornou oficialmente como sua concubina. Todos os cidadãos tailandeses puderam assistir ao momento através da televisão..

Sineenat recebeu também quatro medalhas como "a mais nobre ordem da coroa da Tailândia" e "a mais exaltada ordem do elefante branco, classe especial". A mulher já fazia parte do núcleo próximo do rei, dado que integrava a equipa de guarda-costas do monarca, além de ter trabalhado como enfermeira no hospital militar Ananda Mahidol.

A celebração não foi alvo de qualquer tipo de críticas, uma vez que na Tailândia a pena de prisão para quem ofende a coroa pode ir até aos 15 anos. Esta nomeação surge apenas três meses depois do casamento do rei com Suthida Vajiralongkorn - a sua quarta mulher - na mesma altura em que ascendeu ao trono.

Veja o vídeo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras