Nas Bancas

Ângelo Rodrigues: “A minha maior luta tem sido viver em paz com a minha imagem”

O ator, de 32 anos, expôs fragilidades, receios e certezas numa emotiva entrevista que deu a Cristina Ferreira.

Cláudia Alegria
25 de dezembro de 2019, 18:00

Três meses depois de ter dado entrada no Hospital Garcia de Orta, em Almada, onde esteve internado em risco de vida devido a uma septicemia, Ângelo Rodrigues deu uma entrevista ao programa de Cristina Ferreira durante a qual assegurou que estar rodeado de pessoas que lhe transmitiam energia positiva foi fundamental para o seu processo de cura. “Há uma poderosa ligação entre a mente humana e a saúde física. E todo o cuidado que houve em não me dizer o que tinha acontecido durante o tempo em que estive internado ajudou bastante. Fiquei focado naquilo que era realmente importante, que era a minha sobrevivência, a minha recuperação”, assegurou o ator, de 31 anos, revelando ter sido submetido a sete intervenções cirúrgicas à perna esquerda, onde teve início a infeção, alegadamente provocada por injeções de testosterona, embora Ângelo não tenha confirmado esta informação.
“Tenho 32 anos e vou ficar por aqui? Não. Vou agarrar a vida antes que ela me fuja”, disse o ator referindo-se ao que pensou durante o longo processo de recuperação. Ângelo assumiu que agora a sua maior luta é “viver em paz com a minha imagem, ter consciência de que o corpo nunca mais vai ser o mesmo”. Filho de um professor de Educação Física, o ator explicou ainda que o culto pelo corpo se deve a uma questão de autoestima: “Em adolescente era muito magro, não gostava do que via ao espelho. Esculpir o corpo no ginásio foi uma forma de recuperar a autoestima.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras