Nas Bancas

Filomena Cautela: “A cena de sermos ‘bué’ malucos está a destruir uma geração”

A apresentadora da RTP, que está a tentar adotar uma dieta mais saudável, apresentou um novo ‘snack’ de fruta.

Vanessa Bento
6 de julho de 2019, 13:45

Desde que o 5 para a Meia- Noite deixou de ser diário e passou a ser semanal que Filomena Cautela é a cara do programa. A forma como faz humor e o facto de não se levar muito a sério, embora encare o seu trabalho com toda a seriedade, conquistou o público. E foi numa espécie de balanço, uma vez que o programa faz dez anos este mês, que a apresentadora partilhou aquilo que sente em relação a este projeto e ao lugar que conquistou com ele. “Não sei bem se este formato é o meu lugar, mas sei que a nossa equipa conseguiu fazer uma coisa que era dificílima ou até impossível: quando, há dois anos, o 5 deixou de ser diário para passar a ser semanal e apresentado por uma mulher – quando antes disso eram cinco homens, muito estabelecidos no meio –, toda a gente duvidou que conseguisse sobreviver com qualidade e com audiência. Foi um trabalho lixado, mas foi uma guerra muito importante e que conseguimos vencer. É muito fixe perceber que os portugueses já não têm os preconceitos associados às mulheres e ao humor feito por uma mulher”, frisou Filomena durante a apresentação do novo snack de fruta Compal Essencial.
Na ocasião, a apresentadora defendeu mesmo todo o trabalho que está por detrás deste formato. “Tu podes ser fora da caixa e louco, mas inteligente e altruísta. Esta combinação é que é difícil, porque a cena de sermos ‘bué’ malucos está a destruir uma geração. Emburrece, é vazio. O que nós estamos a tentar fazer ali é diferente disso. Podemos fazer perguntas fora da caixa, podemos ser loucos, mas existe um trabalho por detrás. Parece que não dá trabalho nenhum, mas dá, o nosso trabalho é divertir as pessoas, mas deixá-las a pensar em duas ou três coisas importantes”, explicou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras