Nas Bancas

Ivo M. Ferreira leva Jani Zhao à estreia de filme protagonizado por Margarida Vila-Nova

“Hotel Império” reuniu na Culturgest o realizador, a ex-mulher e a atual companheira.

Vanessa Bento
17 de maio de 2019, 13:07

Separados desde o ano passado, depois de um casamento de dez anos e dois filhos, Margarida Vila-Nova e Ivo M. Ferreira sempre foram discretos em relação à sua vida privada. Agora que estão separados, mantêm a postura, e foi com profissionalismo, mas sem comentários sobre a sua vida privada, que enfrentaram a imprensa na noite de apresentação do filme Hotel Império, realizado por Ivo e protagonizado pela atriz. Decorreu na Culturgest, no âmbito do festival IndieLisboa, e Ivo levou a nova companheira, a atriz Jani Zhao.

“Esta noite tem um sabor muito especial. É a apresentação a Portugal desta obra, que faz parte quase de uma outra vida. Quando o mostrei a Macau, senti que o estava a mostrar à cidade, mas aqui sinto-me um bocadinho como um filme estrangeiro. Cheguei a Macau em 1994, é uma cidade onde vivi e onde aconteceram muitas coisas importantes na minha vida, por isso tenho uma relação muito especial com a cidade. Agora vou andar de um lado para o outro. Já me habituei a esta vida... Adoro Lisboa, também gosto muito de Macau, e às vezes, quando estou muito tempo num sítio, acabo por me aborrecer um bocadinho e acho que começo a ficar chato, pelo que me agrada a ideia de ir mudando de vida”, explicou o realizador.
Juntos há alguns meses, Ivo e Jani chegaram juntos à Culturgest. Embora a relação esteja assumida, a atriz preferiu não falar sobre isso, mas respondeu a outras perguntas, nomeadamente sobre a vontade de um dia vir a ser mãe: “Tenho um instinto maternal muito presente e quero muito ser mãe. Tenho um irmão mais velho e nós cuidámos muito um do outro, portanto o meu instinto maternal vem daí, chegou muito cedo. E estou feliz, vivo um momento muito feliz, e é para isso que cá estamos.”
Por seu lado, Margarida Vila-Nova, que escolheu para esta noite um vestido Adolfo Dominguez, mostrou um sorriso permanente. “É um dia muito feliz, acima de tudo. Orgulho-me muito deste projeto e do meu trabalho e é com uma grande felicidade que o vejo chegar às salas. Foi importante para mim, ao longo destes anos que vivi em Macau, ter deixado um cunho pessoal na cidade. E, de certa forma, Macau está filmado, e eu, como protagonista e fio condutor desta história, levo na bagagem uma memória muito feliz da minha vida lá. Mas agora a minha base é cá. Até 2020 estou com projetos profissionais e estou muito entusiasmada com todos”, declarou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras