Nas Bancas

Jessica Athayde: “Estou desejosa de chegar ao fim da gravidez”

A atriz e o companheiro, Diogo Amaral, aguardam o nascimento de Oliver para o final de maio.

Marta Mesquita
18 de abril de 2019, 11:58

É sem ocultar o que sente verdadeiramente que Jessica Athayde descreve a sua gravidez. A entrar no sétimo mês de gestação, a atriz garante que esta fase está a ser bem diferente do que sempre idealizou: “Estou desejosa de que o meu bebé nasça. Sinto que tenho sido um apoio para muitas mulheres que também não acham que a gravidez seja um estado de graça. Mas há pessoas que acham que sou uma ingrata por dizer estas coisas. Foi uma gravidez muito desejada e planeada. E, sinceramente, acabou por não ser o que imaginei. No início da gravidez senti-me a pessoa mais infeliz do mundo. Vomitava muito, estava sempre com frio, só conseguia beber Coca-Cola… Sei que não é linear e que há gestações espetaculares, mas eu estou desejosa de chegar ao fim.”
Durante um evento da Bepanthen Baby, a futura mamã elogiou o companheiro, Diogo Amaral, que tem estado à altura deste desafio de acompanhar uma grávida à beira de um ataque de nervos: “Este é um processo que é para o meu filho. Sirvo para ele crescer bem e saudável e não importa a minha celulite nem o peso que possa vir a aumentar. Para mim, a gravidez não é fácil, nem emocional, nem hormonalmente. Consigo estar bem-disposta até às quatro da tarde, depois começo a dar berros: ‘Diogo!’ E ele tem-se aguentado. Tem sido um grande desafio. Coitado.”
Sem usar eufemismos, o ator partilhou com humor como tem acompanhado a gestação da companheira: “Detesto gravidezes. As mulheres ficam mais sensíveis, desconfortáveis e as hormonas tomam conta delas. Às vezes consigo ver os olhos da Jessica a mudar e só digo: ‘Vou-me embora.’ Há muitas coisas que mudam na gravidez e um homem precisa de ser paciente. Se a Jessica me disser, por exemplo, que um mais um são cinco, respondo que sim.”
Quem também já aguarda ansioso pelo nascimento de Oliver é Mateus, de quatro anos, filho de Diogo e de Vera Kolodzig. “O Mateus acha que não há nada na barriga da Jessica, porque já tentou sentir o irmão e não conseguiu. Ele não diz que ela está gorda porque tem medo. [Risos.] Ele tem alguma curiosidade para conhecer o irmão. E até já diz bem o nome”, explicou o ator, que revelou ainda a boa relação que mantém com a mãe de Mateus: “As coisas não têm de ser negativas. A Vera e eu vamos estar ligados para o resto da vida e o Oliver vai ser irmão do Mateus. Espero que a Vera, um dia, tome conta do Oliver e fique com os dois. Obviamente que às vezes discordamos, porque se concordássemos em tudo não nos teríamos separado.”
Apesar de não ter uma relação próxima com Vera, Jessica reconheceu o papel que esta tem tido para assegurar a harmonia entre todos: “A Vera fala muito com o Mateus sobre o facto de ele ir ter um irmão. Não convivemos, conviver é uma palavra forte, mas quem sabe um dia... Temos muitos amigos em comum.”

Veja também: Jessica Athayde e Diogo Amaral de férias nas Maldivas

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras