Nas Bancas

Pai de Angelina Jolie nomeado por Trump para cargo público

Jon Voight sempre se mostrou apoiantes das políticas do presidente dos EUA

CARAS
29 de março de 2019, 10:17

Depois de se mostrar apoiante de Donald Trump em várias ocasiões, Jon Voight assume agora um cargo político no executivo do polémico presidente dos Estados Unidos. O pai de Angelina Jolie vai fazer parte do Conselho Administrativo J. F Kennedy para as Artes Cénicas.

Sob alçada desta instituição estão organizações ligadas ao mundo artístico como a Orquestra Sinfónica Nacional, a Opera Nacional de Washington, o Ballet de Washington, a Sociedade de Artes Cénicas de Washington e o Festival Americano de Teatro Universitário.

O cargo para o qual Jon Voight agora foi nomeado não tem qualquer remuneração associada e, de acordo com o jornal americano Washinton Post, tem a duração de seis anos. Com o objetivo de desenvolver políticas que promovam o mundo artístico, o conselho é composto 31 membros, dez dos quais nomeados diretamente pelo presidente americano, sendo os restantes 21 escolhidos pelo Congresso.

Ainda não se sabe quando o novo grupo vai iniciar funções, mas a nomeação de Jon Voight vem na linha do seu constante apoio ao presidente americano, tendo muitas vezes criticado colegas de profissão por afrontarem Trump, como é o caso de Robert de Niro com que o pai de Angelina Jolie se disse "envergonhado".

"Atacam-no por ser eficaz", resumiu num tweet recente Jon Voight o que pensa sobre as polémicas do magnata do imobiliário. "Faz o que disse que ia fazer e por isso os seus inimigos acumulam mentiras e calúnias", concluiu.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras