Nas Bancas

Os 7 momentos mais marcantes da vida de Cristiano Ronaldo

Ao longo dos anos Cristiano Ronaldo assumiu-se como um dos melhores jogadores de futebol de sempre. Dia 5 assinala o seu 34º aniversário de uma vida repleta de êxitos mas também momentos difíceis.

CARAS
5 de fevereiro de 2019, 13:35

Cristiano Ronaldo completa nesta terça-feira, 5 de fevereiro, 34 anos. O jogador português mais medalhado do mundo chegou a um patamar difícil de alcançar e, quando se esperava que já pudesse estar perto do final da carreira, o antigo jogador do Sporting protagoniza, em 2018, uma transferência inesperada para a Juventus e, embora tenha perdido a última Bola de Ouro e a última distinção de Melhor Jogador do Mundo, assume-se como candidato aos troféus no ano que vem.

A contratação de Ronaldo pelo clube italiano surge na tentativa de reposicionar o foco do futebol mundial que sempre esteve onde o namorado de Georgina estava. Até chegar aqui, é sabido, Ronaldo esforçou-se a cada dia de treino para se superar. É um homem persistente e mostra aos mais jovens que o sucesso é fruto do trabalho.

O sete foi o número que sempre usou na camisola e são também sete os momentos mais marcantes da vida de Ronaldo.

Saída de Ronaldo da Madeira

“Já tinha três filhos. Tentei abortar e não consegui. Ainda bem, porque o Cristiano foi a estrela que iluminou a minha vida”. Esta é a frase de Dolores que podia ter resumido a vida de Cristiano Ronaldo. A “Mãe Coragem”, como se autodenomina no livro sobre a vida do craque que publicou recentemente, contou a história durante o lançamento da publicação no Brasil. A vida difícil que a família Aveiro tinha na Madeira não era fácil e mais um filho acarretaria mais custos.

A verdade é que foi a própria Dolores Aveiro que impulsionou a ida de Ronaldo para Lisboa, onde entrou nas camadas jovens do Sporting depois de se ter destacado no clube onde começou a jogar futebol, o Andorinha de Santo António, no Funchal.

Na academia dos Leões onde Ronaldo chegou ,em 1997, já eram sonantes nomes como Luís Figo que uns anos mais tarde acabaria por ser distinguido como o Melhor Jogador Mundo. Aqui Ronaldo destacava-se e numa única temporada transformou-se no primeiro jogador a passar pelos escalões sub-16, sub-17, sub-18, equipa B, até chegar à equipa principal.

Saída de Portugal

2003 é o ano em que o craque português dá o salto para fora de Portugal. Depois de um jogo em que brilhou com as cores do Sporting num jogo contra o Manchester United, o clube inglês não hesitou em contratá-lo. Por 15 milhões de euros o filho de Dolores passou a viver no Reino Unido e era já evidente que se viria a transformar num dos melhores do mundo.

Morte do Pai

Também na seleção nacional de futebol Cristiano tem sido uma peça fundamental. E no dia 7 de setembro de 2005 uma notícia cai inesperadamente no estágio da equipa das quinas que se preparava para jogar contra a seleção russa, em Moscovo. José Diniz Aveiro, pai do jogador, morre vítima de doença renal.

Luiz Felipe Scolari, selecionador da equipa na época, conta que foi o próprio a dar a triste notícia ao jogador. “Chorámos, abraçámo-nos, consolei-o e disse-lhe que íamos providenciar um avião para ele ir para a Madeira”. O jogador não aceitou. “Eu vou jogar. Só depois do jogo é que vou embora”, insistiu acabando por se apresentar no relvado com os restantes colegas de equipa.

Eleito Melhor Jogador do Mundo pela primeira vez

É em 2008 que Cristiano Ronaldo consegue a distinção máxima individual do mundo do futebol. É considerado pela FIFA como o Melhor Jogador do Mundo, depois de no ano anterior ter ficado em terceiro lugar.

“Podem largar os fogos” disse o jogador quando subiu ao palco para receber o troféu, numa mensagem em português remetida para a mãe e as irmãs que estavam na Madeira a assistir à cerimónia. Visivelmente emocionado dedicou o prémio à família, amigos e colegas de equipa e desejou voltar àquele palco. E voltou, mais três vezes.

Mudança para Madrid

2009 foi o ano em que Ronaldo reconquistou o título de Melhor Jogador do Mundo, depois de vários anos a perder para Messi. Altamente valorizado e depois de uma temporada ao serviço do Manchester United em que ganhou a Taça da Liga Inglesa e o Campeonato Inglês, o português mais premiado de sempre é transferido para o Real Madrid por 94 milhões de euros, naquela que foi a transferência mais cara de sempre de um jogador de futebol.

Nascimento do primeiro filho

É em Madrid que a vida pessoal de Cristiano Ronaldo começa a ganhar alguma estabilidade. Ainda ao lado da modelo russa Irina Shayk, o jogador é pai pela primeira vez. Cristiano Ronaldo Júnior, hoje com nove anos, terá nascido fruto de uma barriga de aluguer e terá sido a avó Dolores a ir buscá-lo aos Estados Unidos.

Em 2017, já com uma relação assumida com a espanhola Georgina Rodriguez, é tornado público que Ronaldo volta a ser pai. Os gémeos Eva e Matteo também serão fruto de uma barriga de aluguer sobre a qual não se conhecem quaisquer detalhes.

Ronaldo e Georgina têm o primeiro filho em conjunto

Depois de recorrer por duas vezes a barrigas de aluguer e depois de vários relacionamentos conturbados, é em Madrid que Ronaldo se afirma como homem de família e, em 2017, a namorada Georgina Rodrigues dá à luz a primeira filha em conjunto do casal. Chama-se Alana Martina e é a quarta filha do craque português.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras