Nas Bancas

Tradição de 'perdão' a peru nos EUA marcada por 'piadas' de Donald Trump

O público parece não ter aderido ao sentido de humor do presidente norte-americano.

CARAS
21 de novembro de 2018, 15:43

Donald Trump tentou ser divertido no seu mais recente ato oficial, mas parece não ter obtido o sucesso desejado. Cumprindo a tradição do Dia de Ação de Graças, o presidente dos Estados Unidos da América decidiu perdoar dois perus chamados Ervilhas e Cenouras, oriundos de uma fazenda perto de Huron, Dakota do Sul. Trump fez-se acompanhar pela mulher, Melania, e pelo filho de ambos, Barron, de 12 anos, e optou por estrear-se na sátira política dizendo frases como ‘Yes, we cran’, numa clara alusão ao seu antecessor, Barack Obama.

Não perdendo o momento de fazer piadas sobre resultados eleitorais, Trump afirmou que Ervilhas, que pesa quase 18 quilos, ganhou o voto dos eleitores na Casa Branca tornando-se convidado de honra, enquanto os 18,6 quilos fizeram do Cenouras um peru alternativo. “Foi uma eleição justa”, garantiu, insistindo no tema. “Infelizmente, o Cenouras recusou-se a aceitar e pediu uma recontagem. Ainda estamos a lutar com o Cenouras.”

A brincadeira poderá ter menos graça aos olhos de Stacey Abrams, uma afro-americana candidata à presidência da Geórgia, que acredita ter sido prejudicada nos resultados eleitorais, tendo contestado os números nas últimas semanas.

Trump disse ainda: “Chegámos a uma conclusão: Cenouras, lamento dizer-te que o resultado não se alterou. É demasiado mau para o Cenouras.” Contudo, acrescentou: “mesmo que o Ervilhas e o Cenouras tenham recebido ambos o perdão presidencial, avisei-os que é provável que a Câmara dos Representantes os chame a prestar declarações”.

Ivanka acabou por esboçar um sorriso forçado perante o sucedido, evidenciando desconforto por estar envolvida num alegado caso de uso do email pessoal para tratar questões de Estado, que será investigado a pedido, precisamente, dos Democratas. Por fim, Donald Trump cumpriu a tradição declarando antes de lhe acariciar as penas: “Ervilhas, eu te concedo o perdão presidencial.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras