Nas Bancas

O detalhe que adivinhava que os filhos de Madalena da Suécia e Carl Philip perderiam os seus títulos de Alteza Real

O rei Carlos Gustavo anunciou recentemente que cinco dos seus netos deixam de pertencer à Casa Real

CARAS
4 de novembro de 2019, 13:37

A decisão do rei Carlos Gustavo da Suécia de retirar o título de Alteza Real a alguns dos seus netos, concretamente aos filhos da princesa Madalena e do príncipe Carl Philip, pode ter começado a ganhar forma bem antes do que inicialmente se pensava.

A princesa Adrienne, a filha mais nova de Madalena e Chris O'Neill, nasceu a 9 de março de 2018, tendo sido batizada cerca de dois meses depois. Para o batizado desta foram escolhidos seis padrinhos, sendo que destes, pela primeira vez nenhum pertencia à família real.

Cinco amigos do casal e uma sobrinha de Chris O'Neill foram os eleitos para desempenharem este papel, uma decisão surpreendente, uma vez que se esperava que os seus tios fossem os padrinhos.

Desta forma, e de acordo com a revista local Svensk Dam, Madalena da Suécia começou naquele momento a marcar alguma distância da Casa Real, adivinhando o que se viria a passar cerca de um ano e meio depois.

De salientar que com esta decisão os príncipes Leonore, Nicolás e Adrienne, filhos de Madalena, e os príncipes Alexander e Grabriel, filhos de Carl Philip ficarão livres para, quando crescerem, poderem escolher a profissão que preferirem, sem restrições. Têm também a oportunidade de vir a ter negócios se assim o desejarem, não estando previsto que recebam qualquer ajuda financeira da Casa Real.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras