Nas Bancas

Madalena da Suécia e Chris O'Neill

Madalena da Suécia e Chris O'Neill

Getty Images

Marido da princesa Madalena da Suécia afirma: “Sou eu que sustento a minha família”

Em resposta às críticas sobre as constantes ausências em atos oficiais.

CARAS
24 de julho de 2015, 11:04

Ao longo do último ano, a ausência de Chris O’Neill em diversos atos oficiais – entre eles o 69.º aniversário do sogro, o rei Carlos Gustavo – foi bastante criticada, mas o marido da princesa Madalena teve a oportunidade de se explicar numa entrevista para o jornal sueco Expressen. “Sou eu que sustento a minha família e é preciso meter comida na mesa. Tenho um trabalho que não me permite dizer com um mês de antecedência se assistirei ou não a um ato oficial”, começou por explicar o antigo corretor da bolsa e empresário, que atualmente se encontra de férias no palácio de Solliden com a família real. “Tenho a minha empresa, onde trabalho muito, e por vezes tenho reuniões com clientes que coincidem com eventos importantes”, acrescentou ainda, explicando as ausências que até já deram origem a rumores de crise no casamento.
Chris O’Neill e Madalena estão agora a viver na Suécia, depois de terem passado os primeiros tempos de casados em Nova Iorque. Contudo, vão mudar-se novamente em breve, para Londres, onde o empresário gere a Wilton Pagos Limited. “Sempre soubemos que a estada na Suécia seria temporária. Nunca pensámos ficar a viver aqui. Desde o início, os nossos planos passam por viver em Londres, mas entretanto nasceu o bebé [a princesa foi mãe pela segunda vez no passado dia 15 de junho] e pensámos que seria bom ficar em Estocolmo durante algum tempo. Não quero estar sozinho num quarto de hotel à noite. Quero poder voltar a casa e ter a minha família à espera para jantarmos juntos. O resto pouco me importa”, explicou Chris, antes de confirmar que Madalena e os dois filhos do casal, Leonore, de 17 meses, e Nicolas, de um, se mudarão “no início do outono” e que a estada na capital inglesa durará pelo menos dois anos.
Nesta ocasião, o empresário falou ainda sobre o nascimento do segundo filho. “Claro que foi um momento mágico”, afirmou o pai orgulhoso, contando que a mulher foi “maravilhosa” e que ele teve a oportunidade de cortar o cordão umbilical. E referiu ainda que já estão a pensar no batizado de Nicolas: “Não somos só nós a decidir, há muita gente envolvida no batizado e é preciso escolher uma data que seja compatível para todos. A cerimónia terá lugar provavelmente em Estocolmo ou no palácio de Drottningholm [situado na ilha de Lovön, o mesmo local onde decorreu o batizado de Leonore, em junho do ano passado].
Chris O’Neill mostrou-se também encantado com as férias que está a passar com a família na Suécia. “Temos vivido dias maravilhosos. Andamos de bicicleta, passeamos. A princesa Leonore descobre a horta incrível do palácio. As primas brincam juntas [com eles está também a princesa Estelle, filha de Victoria e Daniel da Suécia]. Os pais da Madalena são pessoas muito generosas. Sinto-me grato por conhecê-los”, relata.
Para terminar a entrevista, o diário perguntou ao empresário se já alguma vez se tinha sentido arrependido por se ter ligado à família real, sobretudo no que toca à questão da privacidade, uma vez que a sua vida passou a estar muito exposta, mas o marido da Madalena é perentório: “Nunca me arrependi. Se tivesse que fazê-lo outra vez, claro que fazia tudo de novo. Voltaria a fazê-lo um milhão de vezes. São as pessoas mais generosas que já conheci”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras