Nas Bancas

Madalena da Suécia: “Hoje estou grata pelo que me aconteceu, porque não estaria agora casada com este homem fantástico”

Além de falarem dos seus primeiros tempos como marido e mulher e da lua-de-mel nas Seychelles, Chris e Madalena contaram que já se conheciam há alguns anos, através de amigos comuns, e que quando a princesa se mudou para Nova Iorque começaram a dar-se mais e Chris depressa percebeu que estava apaixonado, mas ela demorou mais tempo: “Estava a sair de uma relação de oito anos, precisava de estar solteira algum tempo.”

Redação CARAS
3 de agosto de 2013, 14:00

Depois de tereminterrompido de forma abruta a sua lua-de-mel nas Seychelles, devido àperseguição dos paparazzi, que os fotografaram incessantemente na praiae foram ao ponto de se instalar no bungalow ao lado daquele em queestavam hospedados, Madalena da Suécia e o marido estão agora a usufruirde mais uns dias de descanso na residência de verão da família real, o Paláciode Solliden, na ilha de Öland, antes de regressarem a Nova Iorque, onde ambostrabalham. E foi nos jardins desta casa que a princesa e Christopher O’Neillposaram para as fotos que ilustraram a primeira entrevista que deram após ocasamento, ao jornal Svenska Dagbladet. Uma conversa descontraída, bemdisposta e em que um e outro falaram sem reservas das emoções que viveram nosúltimos meses. Enquanto Madalena assumiu que apesar de a viagem de núpcias terterminado, e de Chris já passar algumas horas do dia a trabalhar no seuportátil, ainda se sente “no paraíso”, o investidor confessou que no dia docasamento estava tão nervoso com todo o aparato que se sentiu à beira dodesmaio enquanto esperava pela noiva no altar. “Mas assim que vi a Madalenatodo o nervosismo desapareceu. Só tinha olhos para ela.”
Ao Dagbladet, Madalena não se furtou a recordar que a sua relação comChris só foi possível por ter rompido o seu noivado com Jonas Bergström,garantindo que hoje dá graças por isso: “Tudo acontece por um motivo.Acredito verdadeiramente nisso. Nessa altura eu precisei de uma mudança e de meafastar da Suécia por algum tempo. E hoje estou grata por isso, porque nãoestaria agora casada com este homem fantástico.” Ainda sobre esse períododoloroso da sua vida, Madalena diz que aprendeu muito: “Às vezes, quandosofremos muito, tornamo-nos pessoas mais fortes. E talvez eu precisasse mesmodo que me aconteceu para descer à terra. Foi realmente uma experiência com queaprendi muito.”
Romântica, a filha mais nova dos reis suecos confidenciou ainda que “omelhor, agora que estamos casados, é que somos realmente uma equipa. Isso criaum laço...”. “Especial”, rematou Chris.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras