Nas Bancas

Princesa Martha Louise da Noruega fala pela primeira vez sobre o seu divórcio

A princesa separou-se do escritor Ari Behn após 14 anos de união.

CARAS
3 de setembro de 2016, 12:37

Cerca de um mês depois da Casa Real da Noruega emitir um comunicado a tornar público o fim do casamento de Martha Louise com Ari Behn, a princesa sente-se preparada para falar sobre o tema e espera que a sua história possa servir de exemplo para outras pessoas. “A verdade é que sou uma figura pública na Noruega e isso significa que tenho de partilhar as coisas que acontecem na minha vida, sejam elas positivas ou negativas. Como sabem, estou a divorciar-me e este está a ser um período muito difícil da minha vida”, começa por dizer a filha dos reis Sonja e Harald da Noruega num vídeo publicado no site oficial do centro de terapias alternativas Soulspring, que fundou em 2007 com Elisabeth Nordeng. “É possível conhecermo-nos melhor e só assim conseguimos lidar com os nossos sentimentos mais profundos. Claro que é um processo difícil e demorado, mas também significa que conseguimos analisar o que correu mal e recuperar forças mais rapidamente. Não estou a dizer que já ultrapassou o período difícil, a ferida continua aberta, o caminho é longo”, acrescenta.
Martha Louise da Noruega e o dinamarquês Ari Behn estiveram casados durante 14 anos e têm três filhas em comum: Maud Angelica, de 13, Leah Isadora, de 11, e Emma Tallulah, de sete. Esta união nunca foi vista com bons olhos pela Casa Real norueguesa, o que levou a princesa a afastar-se da vida pública. Durante estes anos, Ari Behn foi escritor, desenhador, realizador, apresentador de televisão, estrela pop e até ator, uma exposição que incomodava a família da mulher. Em 2009, em entrevista à revista Massiv, o próprio reconhecia que não tinha uma personalidade fácil: “As minhas filhas e a minha mulher são o melhor do mundo, mas eu reconheço que sou um companheiro difícil. Não gosto de coisas fáceis e isso irrita toda a gente, incluindo a mim. Tenho a certeza que vou morrer sozinho e amargurado. Vivo num conflito interior constante e sinto que nunca consegui dar-me por inteiro a outra pessoa”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras