Nas Bancas

Mette-Marit e Haakon da Noruega emocionados no primeiro aniversário do massacre de Oslo

A 22 de julho de 2011, Anders Behring Breivik perpretou um massacre que tirou a vida a 77 pessoas em Oslo e na ilha de Utoya. A Noruega recordou hoje as vítimas.

Redação CARAS
22 de julho de 2012, 18:20

A Noruega assinala hoje, dia 22 de julho, um dos dias mais trágicos na sua história recente. Foi há um ano que Anders Behring Breivik tirou a vida a 77 pessoas num massacre em Oslo e na ilha de Utoya e a família real não escondeu a emoção durante um momento de homenagem às vítimas.
Os príncipes herdeiros Mette-Marit e Haakon, tal como a rainha Sonja, mostraram-se bastante consternados durante o discurso do primeiro-ministro, Jens Stoltenberg. "A bomba e os tiros queriam mudar a Noruega. O povo norueguês respondeu abraçando os nossos valores. O autor dos atentados, Breivik, fracasou. Nós ganhámos", começou o primeiro-ministro num discurso emotivo.
"Hoje devemos recordar uns aos outros que o amor é eterno: a cham da vida apagou-se, e a dor vai estar sempre convosco, mas as recordações mais queridas ninguém as pode tirar"
, disse Jens Stoltenberg aos familiares das vítimas.
Esta primeira cerimónia, em Oslo, deu início a um programa de vários eventos que, durante o dia de hoje, recordaram as vítimas dos atentados.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras