Nas Bancas

Charlene do Mónaco de branco no Vaticano

A princesa é uma das sete mulheres em todo o mundo autorizada a usar esta cor em frente ao chefe da Igreja Católica.

CARAS
18 de janeiro de 2016, 15:19

O Papa Francisco recebeu esta manhã os príncipes Alberto e Charlene do Mónaco no Vaticano. Para a audiência realizada no Palácio Apostólico, a ex-nadadora sul-africana vestiu-se de branco, um privilégio que está reservado a apenas sete mulheres em todo o mundo, entre elas princesas e rainhas católicas.
Além de Charlene - que para esta ocasião elegeu um vestido até ao joelho e uma mantilha - estão autorizadas a usar esta cor em frente ao chefe da Igreja Católica as rainhas Letizia e Sofía de Espanha, as rainhas Mathilde e Paola da Bélgica, a grã-duquesa Maria Teresa do Luxemburgo e a princesa Marina de Nápoles.
Recorde-se que o protocolo diz que as mulheres que se encontrem com o Papa devem levar um vestido preto sem decote, com mangas compridas, e uma mantilha da mesma cor na cabeça.
A visita desta segunda-feira teve como objetivo discutir “questões de interesse comum, como a defesa do ambiente, a ajuda humanitária e o desenvolvimento integral dos povos”. Esta é a quarta vez que Charlene do Mónaco viaja para o Vaticano, depois de o ter feito em janeiro e março de 2013 e em novembro de 2015.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras