Nas Bancas

Carolina do Mónaco recupera sorriso ao lado de amigo de Stefano Casiraghi

Marco Vittorelli só passou três dias em Zurs, estância de esqui austríaca onde Carolina esteve de férias com os filhos. E foi durante estes dias na companhia do italiano que a princesa se mostrou mais feliz.

Melissa Tavanez
2 de março de 2010, 11:35

Há duas semanas, publicámos imagens das férias de Carolina do Mónaco na estância de esqui austríaca de Zurs e atribuímos o ar sereno da princesa, depois dos meses difíceis após a separação de Ernst de Hannover, ao facto de estar rodeada pelos filhos, aos quais sempre foi muito apegada. Não estaríamos totalmente errados, mas, na verdade, Andrea, Charlotte e Pierre Casiraghi e a sua irmã mais nova, Alexandra de Hannover, não terão sido os únicos responsáveis pela boa disposição que a mãe evidenciou durante essas férias. Ao que parece, esta ficou a dever-se, também, a um homem que ao longo destes dias foi fotografado pelos paparazzi junto da família.

Inicialmente, a presença desse homem não levantou especiais suspeitas, pois tanto podia ser um segurança como um instrutor de esqui. Com o decorrer dos dias, no entanto, a familiaridade que mostrou ter com a princesa começou a intrigar os paparazzi. Daí à descoberta da identidade do referido sujeito foi um passo. E nos últimos dias a imprensa italiana agitou-se com a notícia: o "tal" homem é Marco Vittorelli, de 51 anos, um italiano que Carolina conhece há muitos anos, pois era um grande amigo do seu segundo marido e pai dos seus três filhos mais velhos, Stefano Casiraghi, que morreu num acidente de barco em Outubro de 1990. Os dois amigos tinham em comum uma grande paixão pelo desporto, e Vittorelli chegou a ser navegador de Stefano em algumas provas de catamarã.

Carolina do Mónaco e Marco Vittorelli
Carolina do Mónaco e Marco Vittorelli
Eliot e Target Press

Marco Vittorelli foi, aliás, um dos grandes apoios da princesa após o trágico acidente que vitimou Stefano, da mesma forma que o foi Ernst de Hannover, que na altura acabou por "levar a melhor". Agora, com Ernst fora do caminho, Marco estará a tentar reaproximar-se e, quem sabe, a ver se desta vez a sorte lhe sorri. Essa parece ser, pelo menos, a opinião da própria mãe de Stefano, Fernanda Casiraghi. Em declarações à revista italiana Oggi, que publicou em primeira mão as fotos dos dois em Zurs, a senhora Casiraghi afirmou: "Depois da desgraça que aconteceu ao meu filho, Marco esteve muito próximo de Carolina. Depois, ela mudou-se para St.-Remy e, após o casamento com Hannover, para Paris... Pode ser que nessa altura se tenham afastado, mas o Marco nunca deixou de estar lá. E agora que Carolina regressou a Monte Carlo, poderão ter mais ocasiões para estar juntos."

Isto porque, apesar de residir sozinho em Milão, onde se move no meio da alta-sociedade, Vittorelli, que é presidente de uma agência de empregos, é também membro da administração da Compagnie Monegasque de Banque, pelo que passa uma boa parte do seu tempo em Monte Carlo. O italiano é, aliás, presença regular em eventos no principado, nomeadamente em bailes como o da Rosa e o da Cruz Vermelha, onde sempre se cruzou, claro está, com a princesa.

Se o que une Carolina do Mónaco e Marco Vittorelli é algo mais do que a amizade e a memória de Stefano, só o tempo o dirá. Mas uma coisa é certa: tem a bênção dos filhos da princesa, que nos três dias que o italiano passou com eles em Zurs tentaram ao máximo impedir a captação de imagens da mãe junto de Vittorelli.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras