Nas Bancas

Familia real da Jordânia junta-se para celebrar Dia da Independência

O rei Abdullah aproveitou a ocasião para condecorar diversas personalidades e instituições.

CARAS
27 de maio de 2019, 16:34

A família real da Jordânia celebrou no passado dia 25 de maio o feriado da Independência do país. Toda a família marcou presença no evento com a exceção da princesa Iman, de 22 anos, que teve que regressar à universidade antes das festividades.

No Palácio da Cultura, em Amã, o rei Abdullah, que se fez acompanhar pela rainha Rania, e pelos príncipes Hussein, Salma e Hashem, foi recebido com uma salva de 21 tiros, tendo posteriormente passado revista às tropas.

Depois, vários membros do governo discursaram sobre as conquistas do país desde que se tornou independente, a 25 de maio de 1946.

Mais tarde, o rei entregou medalhas a vários cidadãos e instituições nacionais, como forma de agradecimento por contribuições que estas terão dado para a prosperidade e progresso do país, de acordo com o Tribunal Real Hashemita.

A Ordem da Independência de Primeiro Grau foi concedida à Universidade de Ciências e Educação Islâmica Mundial, à Academia de Árabe da Jordânia, ao sultão Adwan - a título póstumo -, e a Mohammad Abu Ghazaleh, CEO da Fresh Del Monte Produce.

Esta foi a 73ª vez que se celebrou o dia da Independência na Jordânia, numa cerimónia onde também marcaram presença vários membros do Senado e da Câmara dos Representantes.

No Instagram, o filho mais velho do rei, o príncipe herdeiro Hussein, deixou uma mensagem a assinalar a data. “Feliz Dia da Independência da nossa Jordânia, que continua firme, com a vontade e determinação do seu povo orgulhoso”, escreveu.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras