Nas Bancas

Saiba o motivo pelo qual há um espaço vazio na capa da Vogue editada por Meghan

A duquesa de Sussex foi convidada para ser a editora do número de setembro revista.

CARAS
29 de julho de 2019, 13:11

Meghan foi convidada para ser a editora da edição de setembro da Vogue britânica e, para a capa, escolheu 15 rostos de personalidades femininas que "quebram barreiras" pelo trabalho que desempenham, ajudando a mudar o mundo. A duquesa escolheu não se retratar na capa por considerar que isso seria "arrogante" da sua parte, de acordo com informações dadas pelo editor-chefe da publicação, Edward Enninful.

Sob o título "Forces for Change" (forças para a mudança, em português), a capa foi dividida em 16 espaços iguais, dentro dos quais foram colocadas imagens das 15 personalidades escolhidas, tendo ficado um espaço em branco.

Nesse espaço está colocada aquela que parece ser a imagem de um espelho, que está ali com o propósito de "incluir o leitor e encorajá-lo a usar as suas próprias plataformas para efetuar mudanças".

De recordar que Meghan passou os últimos sete meses a trabalhar secretamente neste projeto. "Através desta lente, espero que se sinta a força do coletivo na seleção diversificada de mulheres escolhidas para a capa, bem como na escolha da equipa de apoio que reuni para ajudar na elaboração deste número. Espero que os leitores se sintam tão inspirados como eu pelas 'Forces for Change' [forças para a mudança] que encontrarão nestas páginas", explicou a duquesa, num comunicado.

Esta edição conta com nomes como os das atrizes Jane Fonda e Salma Hayek, a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, a ativista para as alterações climáticas Greta Thunberg e a ativista de saúde mental Adwoa Aboah.

Veja o vídeo!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras