Nas Bancas

Britânicos mostram-se revoltados com Meghan e Harry

Saiba porquê.

CARAS
25 de junho de 2019, 15:54

É a notícia do dia no Reino Unido. As contas da Casa Real britânica, publicadas esta segunda-feira, ganharam destaque devido a um pormenor: o valor gasto na reconstrução de Frogmore Cottage, a residência oficial dos duques de Sussex.

De facto, os restantes gastos passaram despercebidos ao lado dos cerca de 2,7 milhões de euros despendidos para renovar a residência de Harry e Meghan. O caso está a indignar os britânicos, uma vez que este valor foi pago com dinheiro público.

O valor ultrapassou bastante o montante incialmente previsto, de perto de 1,7 milhões de euros, para esta restruturação. A população britânica tem mostrado grande desagrado perante este facto, precisamente porque foi pago com dinheiro dos contribuintes, o que tem feito com que as críticas se multipliquem nas redes sociais.

Meghan tem sido mais atacada do que Harry, por pertencer a instituições de beneficência e de luta contra a pobreza, valores que defende publicamente. Desta forma, há quem já tenha considerado que o valor exorbitante gasto na reconstrução da casa, demonstra hipocrisia da parte da ex-atriz.

No entanto há ainda quem defenda os duques, afirmando que o casamento destes gerou 80 milhões de libras de receita, um montante mais de trinta vezes superior ao gasto na casa. Outros fizeram o cálculo de dividir o valor despendido pelo total de contribuintes, concluindo que é irrisório do valor 'pago' por pessoa. E há ainda um grupo de pessoas que recordou que o valor gasto na remodelação do palácio de Kensington, onde vivem William e Kate, foi muito superior ao valor gasto pelos duques de Sussex, censurando a imprensa por atacar Meghan sem motivo.

Recorde o momento em que os duques de Sussex prestaram homenagem às vítimas dos atentados na Nova Zelândia.

Veja também: Como Meghan mudou Harry

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras