Nas Bancas

Duque de Edimburgo pode vir a ser condenado

Marido de Isabel II esteve envolvido num aparatoso acidente de viação

CARAS
23 de janeiro de 2019, 12:53

Na passada quinta feira, 17 de janeiro, a família real britânica teve um sobressalto depois de saber que o duque de Edimburgo tinha estado envolvido num aparatoso acidente de viação. Do sucedido duas mulheres, que seguiam no carro contra o qual o pai do príncipe Carlos chocou, ficaram feridas sem gravidade.

Nos últimos dias muito se tem especulado sobre as faculdades do príncipe Philip para a condução poderem estar cada vez mais reduzidas, mas agora levanta-se outra questão. Como membro da realeza, o duque de Edimburgo pode vir a ser julgado e condenado na possibilidade de vir a ter responsabilidades no acidente?

Se fosse a rainha de Inglaterra a envolvida neste caso a resposta era não. Isabel II, enquanto soberana, não pode ser acusada de crimes em tribunal. No entanto "a rainha tem o cuidado de garantir que todas as suas atividades são realizadas em estreita conformidade com a lei", refere o Palácio de Kensington.

A avó de William e Harry também não tem que se apresentar em tribunal para testemunhar em processos judiciais, embora tenha sido aberta uma exceção quando a princesa Diana morreu em Paris, Isabel II não é obrigada a prestar declarações a nenhuma entidade policial ou judicial.

Mas neste caso quem está debaixo dos holofotes não é a rainha, mas o seu marido. E a verdade é que o príncipe Philipe não goza dos mesmos privilégios da soberana e no caso do acidente de viação em que se viu envolvido, "será tratado como qualquer outro condutor", revela o chefe da Polícia de Trânsito de Norfolk, Chris Spinks, à BBC deixando claro que não haverá favorecimento em caso de culpabilidade.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras