Nas Bancas

Linguagem corporal de Kate e Meghan lança dúvidas sobre a relação de ambas

A análise foi feita por uma especialista nesta área.

CARAS
27 de dezembro de 2018, 11:12

Os rumores de que Kate e Meghan não se falavam foram dissipados no passado dia 25, à chegada dos duques de Cambridge e de Sussex à entrada da igreja St. Mary Magdalene.Grandes sorrisos e conversas entre ambas as duquesas parecem ter enganado o público. Isto porque, segundo a especialista em linguagem corporal, Judi James, tudo não passou de uma encenação cheia de truques.

"Lembra-me a linguagem corporal dos políticos. A que eles usam quando andam lado a lado com outros políticos e querem mostrar alguns sinais de harmonia e união", afirma. Alegadamente, terão sido Isabel II e o príncipe Carlos a ordenar que quaisquer desentendimentos entre os casais não se tornassem visíveis para o público.

"Elas estão a andar lado a lado, há 'imitação' suficiente para sugerir que pensam da mesma forma também. A Kate levanta a mão esquerda ao mesmo tempo que a Meghan - ambas gesticulam de forma demasiado coordenada para mostrar que estão a ter uma conversa. Parece encenado, talvez estivessem a tentar demasiado", continua.

Além destes factores, o facto de Kate não usar o seu habitual sorriso também mereceu a análise da especialista, "Por norma, a Kate tem um clássico sorriso perfeito. Aqui, parece ligeiramente divertida pelo que está a acontecer. Como se ambas estivessem a partilhar uma piada acerca do facto de terem de participar naquela encenação de amizade".

As 'palmadinhas' de Meghan nas costas da mulher de William também podem não ter sido tão inocentes quanto isso, "é considerado um gesto de poder. Não é desagradável e pode ser carinhoso, mas no final de contas é ela que está a dar aprovação à outra pessoa".

Por fim, a especialista diz que a atitude dos irmãos William e Harry acabou por denunciar problemas, "Além de terem sorrisos rígidos nas suas caras, não vi qualquer troca de olhares. Por norma, eles estão sempre a rir e a partilhar piadas, sempre com gestos que demonstram que são próximos um do outro. Neste caso, tinham as mãos nos bolsos e não vi quaisquer sinais de ligação entre eles".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras