Nas Bancas

Catherine Middleton sofre novamente de hiperemese gravídica

Afeta dois por centos das grávidas.

Ana Romano Afonso
4 de setembro de 2017, 12:37

Enjoos e vómitos no início da gravidez são uma situação normal e que indicam um bom desenvolvimento da gestação. Mas quando esse quadro se caracteriza por vómitos muito frequentes e persistentes, estamos já a falar de hiperemese gravídica.

Esse é o problema que afectou Kate Middleton quando estava grávida de George e de Charlotte e que, agora, à terceira gravidez (confirmada hoje), regressou.

No comunicado do Palácio de Kensington é dito que, devido à hiperémese gravídica, a Duquesa de Cambridge teve de cancelar o seu compromisso de hoje e é expectável que, nestas próximas semanas, não apareça em público.

A hiperemese gravídica é uma condição que surge nas primeiras 10-12 semanas de gestação e que se caracteriza por enjoos e vómitos extremos. Como consequências podemos encontrar a perda de peso, desidratação, alterações hidroelectrolíticas importantes (que podem afetar os níveis de potássio, sódio ou do pH do sangue) ou aumento das enzimas hepáticas. A maioria dos casos tem uma evolução favorável, Por estes motivos, a visita ao médico é essencial e, nestas condições, pode ser recomendado o internamento hospitalar por um breve período de tempo (o que sucedeu na primeira gravidez de Kate).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras