Nas Bancas

Conheça 16 regras restritas que a família real inglesa tem de seguir

Fazer parte da família real britânica pode ser um sonho para alguns, mas quando olhamos para o protocolo a seguir, talvez queiramos pensar duas vezes. Saiba algumas das regras a seguir e que, parte delas, até pode achar que são estranhas.

Ana Romano Afonso
31 de agosto de 2017, 13:23

Depois da rainha acabar a sua refeição, ninguém pode continuar a comer
Em jantares de família, quando a rainha Isabel II dá por terminada a sua refeição, todos os outros elementos devem parar de comer.
O ramo de flores da noiva deve ter sempre murtas
Todas as noivas reais têm de ter murtas, a erva da inveja, no seu ramo de flores.
Antes de um pedido de casamento, tem que haver aprovação da família
Os descendentes da realeza britânica têm de seguir a Acta dos Casamentos Reais de 1722. Segundo a mesma, a família monárquica tem de dar a sua aprovação antes que haja um pedido de casamento oficial.
Demonstrações públicas de afeto estão proibidas, especialmente em viagens
Dar as mãos é também algo que a família real britânica evita fazer.
A família real não pode ter opiniões ou ocupar cargos políticos
Votar, falar publicamente de política ou concorrer a cargos políticos, seja de que natureza for, são algumas das coisas que a realeza britânica não tem permissão para fazer.
O Monopólio é um dos jogos de tabuleiro proibidos
Pode parecer estranho, mas a família real não pode jogar qualquer jogo e, por isso, não tem permissão para jogar Monopólio ou jogos similares.
Todos os jantares são cuidadosamente planeados
O Escritório do Marechal da Corte organiza os jantares, até mesmo a ordem das pessoas que estarão à mesa. Normalmente, os lugares estão por ordem de precedência que tem em conta fatores como a idade, língua e interesses. A rainha também tem de seguir algumas regras, que incluem começar a falar com a pessoa sentada à sua direita e, no segundo prato, deve dirigir a palavra para a pessoa que se senta à sua esquerda.
Selfies e autógrafos fazem parte da lista de coisas que a família real não pode fazer
Por muito fãs que sejamos da família, não é possível ficar com uma recordação deste género.
Nem todos podem tocar nos elementos da família real
Pessoas que não provenham da realeza, não devem tocar na família real britânica.
Em viagem, devem sempre levar um conjunto todo preto
Todos os membros devem estar preparados com um conjunto de roupa que seja apropriado para um funeral, no caso de haver uma morte repentina.
Em eventos formais, as mulheres devem usar chapéus
O chapéu deve ser o mais elegante possível, mas se o evento for debaixo de teto, a partir das 18 horas, deve-se trocar do chapéu para as tiaras. Ainda assim, as tiaras estão reservadas apenas às mulheres casadas.
Espera-se que os elementos da família real saibam falar várias línguas
E, por isso, o príncipe George já começou a aprender a contar em espanhol.
A mala da rainha envia alguns sinais subtis ao seu staff
Se a mala for posta no seu braço esquerdo, a rainha indica que está pronta a acabar uma conversa, se for posta no direito, o seu staff deve cortar a sua conversa. Se a rainha puser a sua mala em cima da mesa, o jantar termina, oficialmente, nos próximos cinco minutos.
As alcunhas estão totalmente proibidas
Apesar de os media se referirem à duquesa de Cambridge como Kate Middleton, ela só deve passar pelo nome de Catherine.
A posição do queixo também tem regras
As mulheres devem colocar o seu queixo, de forma a que este fique paralelo ao chão.
O duque Philip de Edimburgo deve andar sempre atrás da rainha
Desde que se casaram que o duque de Edimburgo tem de andar sempre uns passos de distância atrás da rainha Isabel II.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras