Nas Bancas

Príncipe William fala das dificuldades que encontra no trabalho como piloto de helicópteros ambulância

O filho mais velho de Diana de Gales e Carlos de Inglaterra assume que nem sempre é fácil lidar com situações de emergência e que passa por momentos “profundamente tristes”.

CARAS
21 de setembro de 2016, 11:42

A par das suas responsabilidades como representante da família real britânica – uma função que lhe ocupa já bastante tempo, pois cada vez mais é o eleito para substituir a rainha Isabel II, sua avó, em atos oficiais – o príncipe William de Inglaterra trabalha há mais de um ano como piloto de helicópteros ambulância. Um trabalho que nem sempre é fácil, como conta num documentário transmitido pela BBC. “Acho que o maior desafio que já enfrentei foi lidar com queimados graves. Há uma situação em particular que eu recordo sempre, foi muito desagradável e a equipa médica fez tudo o que podia, mas a vítima não tinha salvação. Há situações profundamente tristes, momentos muito pesados. E nós falamos muito sobre isso, porque a melhor maneira de lidar com essa carga negativa é falar sobre as coisas”, explica o marido de Kate Middleton.
O capitão James Pusey, superior de William, também entra no documentário e fez questão de elogiar o príncipe, tanto pelo seu trabalho, como pelos “bons conselhos” que dá desde que foi pai.
O duque de Cambridge e a mulher iniciam este sábado, 24 de setembro, uma visita oficial de uma semana ao Canadá. Com eles levam os filhos, George, de três anos, e Charlotte, de um.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.