Nas Bancas

Harry de Inglaterra: “Não tenho assim tantas memórias da minha mãe”

O príncipe tinha 12 anos quando Diana de Gales morreu.

CARAS
5 de maio de 2016, 16:08

Numa entrevista intimista à revista People, Harry de Inglaterra recordou a mãe, Diana de Gales, que morreu em agosto de 1997, vítima de um acidente de viação em Paris. O príncipe tinha então 12 anos e confessa que, embora se esforce todos os dias para dar o seu melhor para “deixar a mãe extremamente orgulhosa”, com o passar do tempo as lembranças tendem a tornar-se mais vagas. “Não tenho assim tantas memórias da minha infância com a minha mãe”, confessou o quinto na linha de sucessão ao trono britânico, atrás do pai, Carlos de Inglaterra, do irmão, William, e dos sobrinhos, George e Charlotte. “Sei que tenho muito dela dentro de mim. Faço muitas coisas que provavelmente ela também faria”, acrescenta, esclarecendo que todo o trabalho solidário que desenvolve é por vontade própria e não por pensar que a mãe gostaria que o fizesse.
Sobre a morte de Diana, Harry adiantou: “Ficou um grande vazio, não só para a nossa família, mas para muitas pessoas em todo o mundo. Se eu conseguir preenchê-lo um pouco, então sentirei que cumpri a minha missão. Sinto que tenho o dever de, ao longo da minha vida, preencher esse espaço tanto quanto possível. E o William também ”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras