Nas Bancas

Príncipe George de Inglaterra

Príncipe George de Inglaterra

Getty Images

Afinal o que tem de diferente o infantário que o príncipe George vai frequentar?

O filho de William e Kate passará três manhãs por semana na Westacre Montessori School, em Norfolk.

CARAS
19 de dezembro de 2015, 13:17

Com dois anos e meio, o príncipe George de Inglaterra vai ver o seu dia-a-dia mudar a partir do final de janeiro. O bisneto da rainha Isabel II vai passar a frequentar a Westacre Montessori School, em Norfolk, às segundas, quartas e sextas-feiras de manhã.
Mas afinal o que tem de especial esta escola para ter conquistado a confiança de William e Catherine? Para além de terem sido bem recebidos e de terem ficado encantados com a simpatia dos que ali trabalham, como revela uma fonte próxima, agrada aos duques o método de ensino adotado. Um método criado pela pedagoga italiana Maria Montessori, destinado a todas as crianças, incluindo as que têm necessidades especiais, e que tem como base fomentar a independência, a liberdade e o relacionamento entre pares. Ao contrário do ensino tradicional, permite que as crianças aprendam através de atividades lúdicas, cada uma ao seu próprio ritmo. Dependendo das escolas, os alunos têm a opção de usar a secretária ou de sentar-se no chão e de decidir o que querem fazer, sendo o professor apenas um guia e não um transmissor de conhecimentos. Os alunos têm ainda a oportunidade de circular pela sala de aulas e de explorar livros e jogos disponíveis. Além disso, a escola opta por turmas com alunos de várias idades para que os mais novos adquiram competências através do relacionamento com os mais velhos.
Os duques de Cambridge pagarão cerca de 45 euros por cada manhã que George passará no estabelecimento de ensino, um valor que faz com que esta escola não esteja ao alcance de todos os pais.
Recorde-se que o príncipe William foi o primeiro membro realeza britânica a frequentar uma escola normal, por influência da mãe, Diana de Gales, que queria dar-lhe a oportunidade de se relacionar com outras crianças, até porque ela própria tinha trabalhado como auxiliar de educação. Até então, todos, incluindo o príncipe Carlos, tiveram aulas particulares no Palácio de Buckingham.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras