Nas Bancas

Príncipe George herda do pai o fascínio por helicópteros

Sob o olhar atento da ama, o príncipe George, que este mês completa dois anos, mostrou-se entusiasmado ao ver o helicóptero em que o tio, o príncipe Harry, partiu para mais um compromisso oficial.

CARAS
10 de julho de 2015, 10:25

Dez minutos antes da hora marcada para o helicóptero levantar voo, o príncipe George surgiu nos jardins de Kensington Palace e os seus olhos brilharam assim que viu a imponência do veículo que tinha à sua frente. Entusiasmado, o filho de William e Kate não cabia em si de contente, gesticulando e fazendo perguntas à ama, a espanhola Maria Teresa Turrion, perante o olhar atento dos oficiais de serviço. Pouco depois surgia no relvado o tio, o príncipe Harry. Fardado, o filho mais novo do príncipe Carlos, que se preparava para viajar até Staffordshire, onde participaria nas celebrações do Dia do Armistício no National Memorial Arboretum, despe­diu-se do sobrinho sem conseguir esconder o orgulho que sentiu ao testemunhar tamanho entusiasmo por aquele que é, assumidamente, o meio de transporte de eleição da família real.
O príncipe Carlos, por exemplo, tirou o brevet de piloto de helicópteros em 1974 e Andrew, irmão de Diana de Gales, serviu como piloto de helicópteros durante a guerra das Malvinas. Tanto William como Harry aprenderam a pilotar helicópteros e o ano passado, por ocasião do seu 32.º aniversário, William chegou mesmo a receber da avó, a rainha Isabel II, um helicóptero de luxo, avaliado em 13,6 milhões de euros, que usa para se deslocar no Reino Unido. Resta saber se George irá manter a tradição, aprendendo também a pilotar.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras