Nas Bancas

André de Inglaterra

André de Inglaterra

Getty Images

Príncipe André mencionado em escândalo de abuso sexual de menores

Uma mulher norte-americana alega que foi obrigada por um banqueiro milionário a ter relações sexuais com o filho da rainha Isabel II, quando era menor. O príncipe já negou as acusações.

CARAS
2 de janeiro de 2015, 17:31

O nome do príncipe André de Inglaterra foi mencionado num escândalo sexual de menores numa moção apresentada por várias mulheres num tribunal da Flórida, Estados Unidos. No documento, citado pelo jornal Guardian, uma mulher norte-americana afirma ter sido forçada pelo banqueiro milionário Jeffrey Epstein a ter relações sexuais com o seu amigo, o duque de York, quando era menor de idade.
Um porta-voz do palácio de Buckingham já classificou as acusações como “categoricamente falsas”. De acordo com a BBC, o representante recusou fazer mais comentários, uma vez que o filho da rainha Isabel II não está envolvido nos casos judiciais norte-americanos onde as declarações foram realizadas.
A mulher, que apresentou uma queixa anónima, revela que foi vítima de abusos sexuais por Epstein em várias ocasiões, entre 1999 e 2002. Além disso, o milionário obrigava-a a ter relações sexuais com os seus amigos ricos em todo o mundo, entre eles o príncipe André. A mulher alega ainda que os encontros decorreram em Londres, Nova Iorque e numa ilha privada, propriedade de Epstein.
Recorde-se que, num outro processo, Jeffrey Epstein foi condenado a 13 meses de prisão em 2008, pena que cumpriu por ter pago para ter relações sexuais com uma menor. 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras