Nas Bancas

Kate estreia-se em noite de grande aparato com tiara da rainha-mãe

A duquesa de Cambridge usou a tiara durante a receção do corpo diplomático acreditado no seu país.

Redação CARAS
20 de dezembro de 2013, 14:00

Numa prova de que considera a mulher de William preparada para enfrentar qualquer tipo de evento, Isabel II fez questão de ter os duques de Cambridge naquela que é considerada a noite de maior aparato do calendário real: a receção do corpo diplomático acreditado no seu país. Exigindo o mais formal dos trajes de noite masculinos – a casaca –, este evento obriga também as senhoras da família real a usarem tiara. Esta foi, por isso, a primeira vez, desde o seu casamento, em abril de 2011, que Kate usou tal acessório.
Por iniciativa da rainha ou da própria Kate, a escolha recaiu na Tiara das Flores de Lótus, que é considerada uma das mais joviais da coleção pessoal de Sua Majestade. Isso permitiu que Kate mantivesse o seu ar jovem, em grande parte também devido à simplicidade do vestido de renda branca com griffe Alexander McQueen que levava.
Com diamantes e três pérolas, a Tiara das Flores de Lótus tem grande valor sentimental para Isabel II, uma vez que foi feita para a sua amada mãe, que nos anos 20 a usava à moda, sobre a testa, como se de um bandeau se tratasse. Mais tarde, a rainha-mãe deu-a à sua filha mais nova, a princesa Margarida, que na juventude a usou muitas vezes. Em 1993, esta emprestou-a à nora, lady Serena Linley, que a usou no dia do casamento. Desde então não era vista, pois quando a princesa Margarida morreu, em 2002, regressou à posse de Isabel II, que certamente a considera mais apropriada para uma mulher mais nova. A partir de agora, Kate será sem dúvida a sua usufrutuária.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras