Nas Bancas

Harry afirma que William gostava de participar na expedição ao Polo Sul para fugir dos "gritos" do filho

O príncipe Harry está na Antártica a participar numa caminhada até ao Polo Sul.

Redação CARAS
26 de novembro de 2013, 12:01

Com o bom sentido de humor de sempre, o príncipe Harry não perde uma oportunidade de falar do irmão, o príncipe William, de forma divertida. Por isso, quando lhe perguntaram o que William achava da sua expedição ao Polo Sul, Harry disse que o irmão estava com inveja, pois gostaria de embarcar nesta aventura para fugir aos “gritos” do filho, o príncipe George, de quatro meses.
Harry está na Antártica para participar na caminhada Walking With the Wounded, mas já em tom mais sério revelou que o pai, o príncipe Carlos, está preocupado com os perigos que o filho possa encontrar naquela zona inóspita do planeta. Em entrevista à Sky News, Harry – que já participou na caminhada no Pólo Norte em 2011 – disse: "O meu pai estava um pouco preocupado, mas eu tentei acalmá-lo e expliquei-lhe que o Polo Norte é que é perigoso porque estamos a andar em cima de oceanos gelados enquanto aqui há fendas. Mas os guias vão conduzir-nos bem e, a não ser as queimaduras causadas pelo gelo, se nos mantivermos e direção ao sul tudo deverá correr bem”.
Harry também comentou o facto de ter partido um dedo do pé pouco tempo antes da partida para a expedição. "Claro que parti o meu pé a ver se me escapava desta viagem, mas foi uma tentativa falhada. Alguns dos meus amigos ainda sugeriram que eu tinha mesmo de partir a perna, mas decidi não fazer isso”, disse em tom de brincadeira. ”Mas o meu dedo está a 95%, por isso estou bem”, acrescentou. “E quaisquer contratempos que eu tenha tido são irrelevantes quando comparados com os destas pessoas e elas vão ser sempre. Cada pessoa que participa neste desafio é extraordinária. O facto de terem conseguido chegar até aqui é extarordinário e eu tenho muita sorte em fazer parte desta expedição. Não podia deixar de participar”, concluiu.
A Walking With The Wounded South Pole Allied Challenge 2013, da qual Harry é patrono, é uma caminhada em que muitos dos participantes são militares feridos em combate e que irão fazer um percurso de mais de 320 kms até ao Polo Sul. As equipas esperam caminhar entre 14 a 19kms por dia nos seus trenós com temperaturas que podem chegar aos -45C e ventos de 80kms/h e contam atingir o Polo Sul a 16 dezembro.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras