Nas Bancas

Príncipe Harry ameaçado de morte

O neto da rainha de Inglaterra está apenas há quatro dias no Afeganistão, mas já faz parte da lista de pessoas a 'eliminar' pelo grupo terrorista.

Redação CARAS
11 de setembro de 2012, 21:48

Os talibãs confirmaram na passada segunda-feira, dia 10 de setembro, que já têm uma 'operação Harry' organizada para raptar e matar o príncipe Harry.
“Estamos a usar toda a nossa força para nos livrarmos dele, matá-lo ou raptá-lo”, afirmou à agência Reuters Zabihullah Mujahid, o porta-voz dos talibãs, acrescentando que informaram os “comandantes em Helmand para fazer tudo o que puderem para o eliminar”.
O 'capitão Wales', como Harry é conhecido no exército britânico, vai ficar na província de Helmand para uma missão de quatro meses como piloto de helicópteros Apache no combate aos rebeldes.
O príncipe já tinha estado em 2008 no Afeganistão, mas a sua missão foi mantida em segredo durante 10 semanas para não correr o risco de ser raptado. Nessa altura, o príncipe Harry teve de regressar a casa por ter sido noticiada a sua presença na missão militar do Reino Unido no Afeganistão.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras