Nas Bancas

William e Catherine trocam luxo palaciano pelo anonimato

O duque de Cambridge teve de regressar à base da RAF, pelo que depois de passarem o fim de semana num destino desconhecido em Inglaterra, os recém-casados iniciaram a sua pacata vida em Anglesey. 

Joana Carreira
18 de maio de 2011, 10:21

Antes do anúncio oficial do noivado de William e Kate, em novembro passado, a im-prensa inglesa especulou muito sobre o porquê da demora do príncipe em pedir a mão à sua namorada de longa data. E uma das razões apontadas era o facto de o filho mais velho de Carlos e Diana, que é piloto de helicópteros de busca e salvamento, estar destacado, pelos próximos três anos, numa pequena ilha ao largo da costa noroeste do país de Gales, Anglesey. Acreditavam os jornalistas que dificilmente William ousaria propor a Kate que trocasse o estilo de vida cosmopolita que tinha em Londres pela pacatez provinciana e insular de Anglesey. Como se enganaram! Afinal, Kate, que já estava a viver com William no País de Gales quando foi anunciado o noivado, parece gostar bastante da tranquilidade de que desfruta naquela recôndita ilha com 742km²! Ao ponto de ter deixado para trás as tardes de compras com as amigas ou a mãe e a irmã nas lojas chiques da capital para, cinco dias depois do casamento, ser vista a empurrar um carrinho de compras no supermercado local da cadeia Waitrose.

Catherine Middleton
Catherine Middleton
Getty Images
A duquesa de Cambridge dava, assim, os primeiros passos na sua nova vida, que, segundo ela própria afirmou, nos próximos anos será igual à de qualquer dona de casa anónima. Uma decisão que mostra bem que a mulher do futuro rei de Inglaterra tem os pés bem assentes na terra e não se deixou deslumbrar pelo estilo de vida luxuoso dos palácios de Sua Majestade. Aliás, a simplicidade marcou esta sua ida ao supermercado, tanto no guarda-roupa - Catherine estava verdadeiramente
casual
numas calças de ganga
skinny
,
pullover
branco com decote em V, um xaile verde musgo pelos ombros e sabrinas castanhas, destacando-se, no conjunto, o seu anel de noivado de safira e brilhantes, a contrastar com um elástico para o cabelo no pulso direito - como na atitude, pois cumprimentou, sorridente, todos os que dela se aproximaram, com a cortesia própria de um novo vizinho que quer ser bem recebido.


Catherine Middleton
Catherine Middleton
g3online
A opção de Kate mostra, por um lado, que o amor que sente por William é suficientemente forte para a levar a aceitar uma temporada menos glamorosa, mas muito mais pro-pícia a que ela e o marido usufruam com descontração de uma verdadeira intimidade. Ou seja, que terão uma vida o mais semelhante possível à de um par de recém-casados que não carregue o peso de um dia ter de usar coroa.


Príncipe William
Príncipe William
Getty Images
Por outro lado, ao aceitar casar-se com o príncipe antes de este ter acabado a sua comissão militar, Catherine concedeu a si própria uma 'trégua', um tempo em que será poupada a um ritmo demasiado intenso de eventos oficiais. Isso permitir-lhe-á uma adaptação gradual à sua condição de futura rainha. Uma condição com muitos atrativos, é inegável, mas também com algumas exigências quase sobre-humanas, como aparentar sempre uma saúde de ferro, uma boa disposição a toda a prova e a capacidade de aguentar todas as situações desconfortáveis que alguns eventos protocolares implicam.


Anglesey
Anglesey
Getty Images
E, talvez ainda mais importante do que tudo o que já foi dito, a sua vida em Anglesey permitir-lhe-á, nesta primeira fase, estar menos sujeita ao constante assédio da imprensa e ao escrutínio atento e crítico da opinião pública. Assédio e escrutínio que tanto dificultaram a vida à princesa Diana nos seus primeiros tempos de casada. Totalmente consciente do que a mãe sofreu, William tem sabido submeter Kate a doses homeopáticas de exposição mediática. Quanto a ele, em Anglesey pode dedicar-se à sua grande paixão pelos helicópteros e, ao mesmo tempo, sentir-se útil ao próximo. No seu primeiro dia na base da RAF após o casamento, ele e os três colegas da tripulação do seu helicóptero, o Sea King, salvaram cinco vidas!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras