Nas Bancas

Sarah Ferguson

Sarah Ferguson

Reuters

Nome de Sarah Ferguson aparece em documentos secretos divulgados pela Wikileaks

A ex-mulher do príncipe André volta a estar envolvida em assuntos polémicos.

Andreia Guerreiro
11 de fevereiro de 2011, 19:37

Depois de há cerca de um ano ter estado envolvida num caso de tráfico de influências, Sarah Ferguson volta a dar motivos de preocupação à Casa Real britânica. Na altura, a duquesa de York foi filmada pelo tabloide News of The World, a aceitar dinheiro de um jornalista que se fez passar por um empresário, para o apresentar ao seu ex-marido, o príncipe André. "É verdade que a minha situação financeira é precária, mas não é desculpa para esta perda de discernimento. Lamento muito. O duque de York não sabia de nada nem estava envolvido em nenhuma das conversas que ocorreram. Estou muito arrependida da minha atitude", garantiu Sarah Ferguson, de 50 anos, - que aceitou receber aproximadamente 575 mil euros, com intenções de favorecer os seus negócios -, já depois do caso ter sido tornado público.

Agora o nome de Sarah Ferguson também está ser citado pela Wikileaks, a organização responsável pela maior divulgação de documentos secretos da diplomacia norte-americana. Em causa está o facto da duquesa de York ter posto em causa as relações entre o Reino Unido e a Turquia, quando, em 2008, gravou, sem autorização, um documentário sobre as condições em que viviam crianças órfãs em Ankara, a capital turca.

Recorde-se que Sarah Ferguson esteve casada durante 10 anos com o príncipe André de Inglaterra, de quem tem duas filhas, as princesas Beatrice, de 21 anos, e Eugenie, de 20.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras