Nas Bancas

Príncipe William de Inglaterra visita tropas britânicas no Afeganistão

O filho mais velho do príncipe Carlos de Inglaterra já tinha estado no país último mês de maio e regressou agora para homenagear os soldados britânicos que perderam a vida no terreno.

Andreia Guerreiro
15 de novembro de 2010, 13:22
FOTOS:

Reuters


O príncipe William de Inglaterra, que recentemente terminou a sua formação de piloto de busca e salvamento, e que também é piloto da Força Aérea Britânica (RAF), esteve, mais uma vez, no Afeganistão para demonstrar o seu apoio aos soldados que ainda estão no terreno, bem como para homenagear os que perderam a vida em combate. Nesta ocasião, o neto da rainha Isabel II expressou a sua tristeza por não poder representar o seu país no Afeganistão, por questões de segurança. "Sempre senti um grande respeito pelo exército e foi por essa razão que escolhi a vida militar. Sinto-me triste por não ter vindo para o Afeganistão. Há razões fortes que o impedem, mas também há um certo excesso de zelo. Ainda não perdi a esperança", confessou o príncipe William.

Recorde-se que o príncipe Harry, já integrou uma missão secreta no Afeganistão, durante cerca de dois meses e meio, mas que acabou por ter de ser retirado de emergência, e que William nunca escondeu o desejo de seguir as pisadas do irmão mais novo. "Eu não me alistei no exército para ser tratado de maneira diferente. (...) Se o Harry conseguiu fazê-lo, eu também consigo. Como membro das Forças Armadas é importante que acreditem em mim e tenho de fazer o meu trabalho da melhor forma possível. É tudo o que eu sempre quis. Para mim claro que existe a possibilidade [de integrar uma missão e representar o país]. Mas para qualquer pessoa isso é impossível. Eu continuo a acreditar que haverá uma oportunidade", afirmava o filho mais velho do príncipe Carlos em junho de 2009.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras