Nas Bancas

Sarah Ferguson

Sarah Ferguson

Reuters

Sarah Ferguson acumula dívidas

A imprensa britânica estima que as dívidas da duquesa rondem os 6 milhões de euros.

Joana Carreira
16 de agosto de 2010, 13:51

Depois de umas férias de luxo no sul de Espanha de que não se privou, Sarah Ferguson confessou que dificilmente poderá evitar a falência. Os assessores do palácio de Buckingham continuam a pressionar a ex-nora da rainha Isabel II para que faça alguma coisa de modo a enfrentar as dívidas que possui, estimadas no valor de 6 milhões de euros. Assim, Sarah Ferguson corre o risco de "envergonhar a rainha e o príncipe André", o seu ex-marido e o pai das suas filhas, as princesas Eugenie e Beatrice.

Na origem das dívidas está o colapso da marca que criou, Hartmoor, cujas receitas obtidas se deviam à promoção de dietas, lançamento de livros infantis e produção de filmes. A má gestão da empresa ditou a falência desta e Sarah Ferguson, como uma das pessoas que tem o nome associado à marca, é forçada a pagar as dívidas produzidas pela mesma, que continuam a ser acumuladas.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras