Nas Bancas

Felipe VI de Espanha: os 50 anos de um rei apaixonado

O homem que se senta no trono espanhol é também um pai dedicado e alguém que casou por amor.

CARAS
30 de janeiro de 2018, 11:07

O terceiro filho de Juan Carlos de Bourbon e da rainha Sofia - nasceu depois das infantas Elena e Cristina, a 30 de janeiro de 1968. O pai anunciou pouco depois o nascimento ao mundo dizendo, emocionado: "a Espanha tem mais um servidor". Nove dias após o nascimento, foi batizado com o nome do primeiro Bourbon que reinou em Espanha, Felipe. A cerimónia foi realizada na capela do palácio da Zarzuela. Cinco meses depois e cumprindo uma tradição que remonta a 1556, a criança foi apresentada pelos pais à Virgem de Atocha.

Foi com cinco anos que Felipe começou a sua formação na Escola de Nossa Senhora dos Rosales, em Madrid, onde estudou até aos 17 anos. Bom aluno, com capacidade de trabalho, não lhe faltou desde cedo um vincado sentido de humor.

No verão de 1984, viaja para o Lakefield College, em Toronto, onde permanece durante um ano, antes de ingressar na universidade, uma experiência que, disse mais tarde, lhe deu maturidade. No regresso, começa a formação militar, durante três anos, passando por cada uma das três academias militares: a Academia Militar Geral de Zaragoza, a Academia Militar Naval de Marin (Pontevedra) – onde embarcou no navio-escola Juan Sebastián Elcano -, e a General Air Academy de San Javier (Murcia). De seguida, frequentou a Universidade Autónoma de Madrid durante cinco anos e, em 1993, licenciou-se em Direito, com notas brilhantes. Segue-se a saída do país para realizar um mestrado em Relações Internacionais, na Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos

A 17 de outubro de 2002, algo muda a sua vida. Don Felipe conheceu a jornalista e apresentadora de televisão espanhola, a ‘plebeia’ Letizia Ortiz, num jantar dado pelo jornalista Pedro Erquicia. O pedido de casamento foi feito no automóvel de Felipe, um Audi azul. Três semanas depois, Letizia disse que ‘sim’. O anúncio oficial do noivado chamou a atenção dos media de todo o mundo e uma frase marcou o momento: "estamos muito apaixonados"

O casamento (considerado do século) teve lugar a 22 de maio de 2004, na catedral de La Almudena. "Não posso e não quero esconder isso, acho que é óbvio: sou um homem feliz. Casei com a mulher que amo", disse Felipe no discurso durante o banquete de casamento que foi realizado no Palácio Real

Dez anos depois, já com as filhas Leonor e Sofia (com quem faz questão de participar em todas as rotinas familiares) Felipe vive um novo desafio, para o qual tinha sido preparado toda a sua vida. O pai, Dom Juan Carlos decide abdicar do trono de Espanha depois de completar setenta e seis anos. Chegou a hora de "abrir caminho para uma geração mais nova ...". No dia 18 de Junho de 2014, Don Juan Carlos, transferiu o trono de Espanha para o seu filho.

Felipe era o novo soberano e com ele chegou uma nova etapa para Espanha.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras