Nas Bancas

Casa Real espanhola reage à condenação de Iñaki Urdangarín

Marido da infanta Cristina foi condenado a seis anos de prisão pelos crimes de fraude fiscal e desvio de dinheiros públicos.

CARAS
17 de fevereiro de 2017, 15:57

Pouco depois de ser conhecida a sentença do Caso Nóos e de ser oficial que a infanta Cristina tinha sido absolvida e o seu marido, Iñaki Urdangarín, condenado a seis anos e três meses de prisão, o palácio da Zarzuela reagiu através de um porta-voz. “Temos respeito absoluto pela independência do poder judicial”, disse apenas, sem comentar as penas aplicadas.
Refira-se que, apesar de ter sido ilibada dos crimes de cumplicidade dos quais era acusada, a filha dos reis Juan Carlos e Sofía de Espanha foi condenada a pegar uma multa de mais de 265 mil euros por também ter lucrado com os negócios ilegais do marido. A Iñaki, além dos seis anos e três meses de prisão, foi aplicada uma multa de 512 553 euros, por fraude fiscal, tráfico de influências e branqueamento de capitais, entre outros crimes económicos.
Recorde-se que o rei Felipe VI se manteve afastado deste polémico caso desde o início e pouco depois de subir ao trono tomou a decisão de retirar o título de duques de Palma à irmã e ao cunhado.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras