Nas Bancas

Infanta Cristina de Espanha poderá mudar-se com a família para Lisboa

Imprensa espanhola fala na possibilidade da infanta trocar Genebra pela capital portuguesa.

CARAS
8 de junho de 2016, 12:59

Embora não haja qualquer informação oficial por parte de La Caixa, existe a possibilidade da infanta Cristina deixar definitivamente o seu cargo de diretora da Área Internacional da Obra Social da instituição bancária, um trabalho que a levou a trocar Barcelona por Genebra, na Suíça. Agora, o próximo destino da filha dos reis Juan Carlos e Sofía de Espanha e da sua família – o marido, Iñaki Urdangarín, e os quatro filhos, Juan, Pablo, Miguel e Irene – poderia ser Lisboa, como adianta a jornalista espanhola Paloma García Pelayo.
Recorde-se que Cristina de Espanha pediu uma licença sem vencimento em fevereiro último para poder dedicar-se por inteiro à sua defesa no processo Nóos, em que o marido é acusado de fraude fiscal e desvio de dinheiros públicos e a própria vai ser julgada por cumplicidade. Agora especula-se que o regresso à fundação poderá já não acontecer, apesar do processo estar a encaminhar-se a passos largos para o fim. A infanta e os outros 16 envolvidos no processo voltam a sentar-se no banco dos réus nos próximos dias 10 e 14 de junho para ouvir as conclusões da acusação no julgamento que começou no início deste ano. Depois, caberá à defesa decidir se aceita as acusações ou recorre da sentença.
A irmã do rei Felipe VI arrisca uma pena que pode ir até aos oito anos de prisão e Iñaki Urdangarín poderá ser condenado a 19 anos e meio.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras