Nas Bancas

Sem dinheiro para a fiança, Cristina e Iñaki tentam vender a casa

A filha de Juan Carlos e Sofía e o marido esperam, com a venda do seu palacete em Barcelona, arrecadar parte dos 16 milhões de euros que têm de pagar ao tribunal. Longe vão os tempos em que frequentavam os acontecimentos mais importantes da realeza europeia.

CARAS
13 de fevereiro de 2015, 12:00

A infanta Cristina de Espanha e o marido, Iñaki Urdanga­rín, que atualmente residem em Genebra, na Suíça, estão a ultimar a venda do seu palacete no exclusivo bairro de Pedralbes, em Barcelona, por cerca de seis milhões de euros. O comprador é um magnata árabe cuja identidade deverá ser revelada assim que o juiz do caso Nóos, José Castro, der autorização à irmã e ao cunhado do rei de Espanha para venderem o imóvel, que se encontra embargado judicialmente para cobrir a possível responsabilidade derivada deste caso de presumível corrupção.
Cristina e Inãki Urdangarín estão desde o passado dia 22 de dezembro a tentar juntar dinheiro para pagarem as respetivas fianças impostas pelo tribunal. Aos 13,6 milhões de euros que Inãki terá que entregar acresce a obrigação da infanta Cristina de disponibilizar 2,7 milhões de euros. Uma soma que o casal já fez saber que não dispõe, estando por isso a tentar angariá-la junto de familiares e amigos, recorrendo mesmo à venda de todas as propriedades que tem em seu nome embora tais transações tenham sempre de ser aprovadas por um juiz.
A residência de Pedralbes, onde o casal viveu tempos felizes com os seus quatro filhos antes de estalar a polémica do caso de corrupção no âmbito do qual vão ser julgados, está à venda desde setembro de 2013. É uma casa de luxo com uma superfície de cerca de mil metros quadrados e um terreno de mais de dois mil metros, com três andares, sete quartos, dez casas de banho, elevador e uma piscina de água salgada, que os duques de Palma compraram por cerca de seis milhões de euros, tendo gastado mais de três milhões em obras de remodelação. Uma casa de luxo que agora – assim o autorize o juiz – vai fazer parte do seu passado.

 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras