Nas Bancas

Felipe de Espanha

Felipe de Espanha

Getty Images

Felipe de Espanha deverá demorar entre três e seis semanas a subir ao trono

É o tempo necessário para redação e aprovação da lei orgânica que regulará a sucessão e para a convocação da cerimónia de investidura.

Redação CARAS
3 de junho de 2014, 11:35

O rei Juan Carlos de Espanha anunciou estasegunda-feira, dia 2 de junho, que abdica do trono a favor do filho, o príncipeFelipe. Mas a transição deverádemorar entre três a seis semanas, já que terá de ser aprovada uma lei orgânicaem Conselho de Ministros, para regular o processo, e terá também de ser dadoalgum tempo para convocação de Cortes Gerais para a grande cerimónia deinvestidura.
De referir que ontem, quando deu a conhecer ao mundo a decisão de Juan Carlos,o presidente do governo espanhol, MarianoRajoy, afirmou que Felipe deveria ser coroado rei “num curto espaço de tempo”, mas a verdade é que é preciso passarpor várias etapas até que isso seja possível. A lei orgânica deverá ficarregistada já hoje e ao final do dia a Câmara dos Deputados reunir-se-á para analisá-lae abrir um prazo para eventuais correções, para depois poder ser levada aoParlamento. Passará depois para o Senado e, se não sofrer alterações, serádefinitivamente aprovada. Nessa altura, o texto será publicado no BoletimOficial do Estado (o equivalente ao Diário da República em Portugal) e a abdicaçãodo rei Juan Carlos ficará oficializada. Depois, numa sessão solene das CortesGerais, Felipe VI será proclamado rei de Espanha.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras