Nas Bancas

Infanta Cristina de Espanha

Infanta Cristina de Espanha

Reuters

Tribunal anula imputação da infanta Cristina no caso Nóos

A filha do rei Juan Carlos não vai testemunhar no caso em que o marido, Iñaki Urdangarín, está implicado por falta de provas.

Redação CARAS
7 de maio de 2013, 17:28

O tribunal central de Palma de Maiorca anulou a imputação da infanta Cristina, por considerar que não existem provas suficientes para que esta se torne testemunha no caso de corrupção que envolve o marido, Iñaki Urdangarín.
A decisão foi anunciada esta terça-feira numa sessão à porta fechada. A data para o depoimento chegou mesmo a ser marcada para o dia 27 de abril, mas o juiz José Castro acabou por aceitar o recurso apresentado pela defesa da infanta e foi de encontro à tese do departamento jurídico do Ministério da Justiça e da Procuradoria-Geral espanhola, que defendia que Cristina não devia depor. Podem, contudo, vir a ser solicitadas esclarecimentos no processo, o que poderá inverter esta decisão.
O escândalo afetou profundamente a imagem da monarquia espanhola. Os duques de Palma de Maiorca foram afastados dos atos oficiais e o rei Juan Carlos chegou mesmo a dizer que a Casa Real é constituída apenas por ele e a rainha Sofia, o seu herdeiro Felipe e a família deste, Letizia e as infantas Leonor e Sofia.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras