Nas Bancas

Iñaki Urdangarín

Iñaki Urdangarín

D.R.

Iñaki Urdangarín excluído do ‘site’ da Casa Real espanhola

O rei quer distanciar-se do escândalo de fraude fiscal e desvio de dinheiros públicos de que o genro é acusado.

Redação CARAS
26 de janeiro de 2013, 18:01

O rei Juan Carlos de Espanha pediu que o nomede Iñaki Urdangarín, marido da suafilha Cristina, fosse retirado dapágina oficial da monarquia espanhola na internet. Em causa está o envolvimentodo duque de Palma no caso Nóos, no âmbito do qual é acusado de corrupção,fraude fiscal e desvio de dinheiros públicos.
De acordo com o diário El País, onome foi apagado durante a madrugada deste sábado e este gesto será umaresposta à estratégia de Diego Torres,também envolvido no processo, de ligar a Casa Real a este caso. Há alguns dias,o ex-sócio de Urdangarín acusou mesmo CarlosGarcía Revenga, secretário das infantas Cristina e Elena, que chegou a ser tesoureiro da Fundação Nóos, de terparticipado no desvio das verbas públicas. O El País adianta que Torresentregou mensagens de correio eletrónico que provam as suas afirmações e que orei Juan Carlos intercedeu a favor do genro num negócio.
Recorde-se que desde que começou a ter problemas com a justiça, IñakiUrdangarín deixou de cumprir a agenda oficial da Casa Real e deixou de aparecernas fotografias oficiais da família real espanhola. "A mensagem é clara: Iñaki Urdangarin está fora da Casa. Foinecessário voltar a marcar a distância para responder ao impacto negativo que o'Caso Nóos' está a ter na imagem da Casa e para travar esta corrente de opiniãoque interpreta a visita de Urdangarín ao rei, quando este esteve hospitalizadoem novembro, como uma aproximação institucional entre os dois",esclareceu um porta-voz do Palácio da Zarzuela. "A nossa posição é firme: uma coisa é a vida privada e outra é ainstitucional. E a Casa do Rei vai continuar a defender a sua imagem e a suareputação. Não vamos ficar quietos e calados", explicou o porta-vozao El País.
A última vez que Iñaki Urdangarín posou junta dos restantes membros da famíliareal foi em outubro de 2011, dois meses antes de ser formalmente acusado.
A próxima audiência do duque de Palma está marcada para dia 23 de fevereiro. Diego Torres e a sua mulher, Ana María Tejero, serão ouvido a 17.Por enquanto, a infanta Cristina ainda não considerada arguida ou testemunha eo advogado de Iñaki Urdangarín, MarioPascual Vives, já disse não acreditar que isso possa acontecer.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras