Nas Bancas

Iñaki Urdangarín

Iñaki Urdangarín

Getty Images

Advogado de Iñaki Urdangarín nega acordo com a justiça

Mario Pascual Vives desmentiu hoje ter tido contacto com justiça espanhola para tentar fazer um acordo e assim evitar a prisão do genro do rei Juan Carlos.

Redação CARAS
2 de maio de 2012, 17:02

Mario Pascual Vives, advogado de Iñaki Urdangarín, negou hoje ter tido contacto com a justiça para fazer um acordo e assim evitar a prisão do genro do rei Juan Carlos. “Nem formal nem informalmente mantive qualquer tipo de contacto ou relação com a justiça e seus ilustres representantes em Palma de Maiorca em relação a qualquer tipo de conformidade ou acordo”, disse esta manhã aos jornalistas. Vives desmentiu também que o duque de Palma tenha “direta ou indiretamente”, contas bancárias em paraísos fiscais.
Fontes do ministério público confirmaram ontem à agência Efe que os advogados de Urdangarín e do seu sócio, Diego Torres, tinham pedido à justiça um acordo informal para ilibá-los da prisão. As mesmas fontes garantiram que Mario Pascual Vives e Manuel González Peeters, advogado de Torres, protagonizaram conversas informais nos corredores dos tribunais com representantes da justiça anticorrupção para chegar a um possível acordo.
Recorde-se que Iñaki Urdangarín é acusado dos alegados crimes de fraude, desvio de dinheiros públicos, prevaricação e evasão fiscal durante o tempo em que foi presidente do Instituto Nóos. O marido da infanta Cristina poderá enfrentar uma pena superior a dois anos de prisão.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras