Nas Bancas

Príncipe Felipe apela à união familiar a bem da monarquia

Felipe pediu aos pais e à mulher que esquecessem diferendos e mostrassem que estão unidos na defesa da monarquia.

Redação CARAS
15 de janeiro de 2012, 13:00

Os tempos são decrise para a monarquia espanhola, cuja imagem sofre com o processo de acusaçãode fraude e evasão fiscal que envolve Iñaki Urdagarín, genro do rei.Embora fisicamente debilitado, o rei Juan Carlos tem feito tudo paramanter a credibilidade da família real, e o primeiro passo, já se sabe, foiafastar Iñaki dos assuntos oficiais, assumindo que a conduta do marido da suafilha mais nova, a infanta Cristina, não parece exemplar. Felipee Letizia terão sido os primeiros a apoiar o monarca nesta decisão (osdois ter-se-ão mesmo afastado do casal), que a rainha Sofía tevedificuldade em aceitar: nessa mesma semana, visitava Cristina e Iñaki em Washington,onde vivem, e deixava-se fotografar com eles.
Se tudo isto começou por afastar os vários elementos da família real – noNatal, Cristina e Iñaki ficaram com os filhos nos EUA por indicação do rei,Letizia e Felipe passaram a consoada só com as filhas na sua residência e osreis juntaram-se apenas à filha mais velha e aos filhos desta –, terminado operíodo de festas tanto Felipe e Letizia como os reis tomaram consciência deque tinham de mostrar união entre os quatro. As celebrações da Páscoa militar,que são tradicionalmente usadas como barómetro da proximidade familiar, foram omomento perfeito para mostrar essa coesão no núcleo duro da monarquiaespanhola, com os reis e os príncipes das Astúrias a exibirem sintonia depoisde Feli­pe ter apelado a que deixassem os diferendos de lado e provassem queestão dispostos a lutar pelo futuro da monarquia. Juan Carlos terá,inclusivamente, resolvido dar mais poderes ao filho e Felipe ficou agradado como gesto pois, em plena celebração, e perante alguns membros do Governo e ascâmaras de televisão, teve um gesto impulsivo e beijou o pai no rosto.
Por seu lado, Letizia mostrou-se não só mais próxima da rainha do que temestado neste último ano – fazendo lembrar os primeiros tempos de casada, quandoesta era a sua maior aliada dentro da família real –, como muito atenta àsindicações do marido. E aproveitou para conversar com os membros do Governo,que podem vir a ser importantes aliados no objetivo de minimizar os danoscausados pelo processo de julgamento de Iñaki Urdangarín.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras