Nas Bancas

Iñaki Urdangarín

Iñaki Urdangarín

Reuters

Iñaki Urdangarín formalmente acusado

O genro dos reis de Espanha vai responder em tribunal pelos alegados crimes de fraude, desvio de dinheiros públicos, prevaricação e evasão fiscal.

Redação CARAS
29 de dezembro de 2011, 12:14

Iñaki Urdangarín vai ser ouvido em tribunal já no próximo dia 6 de fevereiro, de acordo com a agência Efe. José Castro, o juiz responsável pelo caso Palma Arena - no qual estão a ser investigados os crimes de fraude e desvio de dinheiros públicos durante o tempo em que o marido da infanta Cristina esteve no Instituto Nóos, em Palma de Maiorca - notificou Iñaki, que será ouvido pelos alegados crimes de fraude, desvio de dinheiros públicos, prevaricação e evasão fiscal.
Iñaki foi presidente do Instituto Nóos entre 2004 e 2006. Desde então, o genro dos reis de Espanha desempenha funções de conselheiro internacional na Telefónica, em Washington, para onde se mudou com toda a família no verão de 2009.
A Casa do Rei, que anteriormente já reconheceu que o comportamento do antigo jogador de andebol “não parece exemplar”, afirmou agora que “respeita a atuação dos juízes” e remete qualquer esclarecimento para o advogado de Iñaki, Mario Pascual Vives.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras