Nas Bancas

Iñaki Urdangarín

Iñaki Urdangarín

Getty Images

Casa Real recomendou afastamento de Iñaki em 2006

O marido da infanta Cristina ignorou os conselhos da Casa do Rei e está agora envolvido num processo de fraude e desvio de dinheiros públicos.

Redação CARAS
23 de dezembro de 2011, 18:24

Na primavera de 2006, um assessor legal externo da Casa Real espanhola deslocou-se a Barcelona para falar com Iñaki Urdangarín, aconselhando-o a afastar-se da presidência do Instituto Noós, por este desenvolver atividades lucrativas, e recomendando-lhe que procurasse trabalhar por conta de outrem, eventualmente mesmo no estrangeiro. Conselho que o genro do rei Juan Carlos acabou por seguir, em 2009, mudando-se para os EUA. Tarde demais, porém, para evitar o processo em que agora está envolvido.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras