Nas Bancas

Os reis Juan Carlos e Sofía, os príncipes das Astúrias, Felipe e Letizia, as infantas Elena e Cristina e Iñaki Urdangarín

Os reis Juan Carlos e Sofía, os príncipes das Astúrias, Felipe e Letizia, as infantas Elena e Cristina e Iñaki Urdangarín

Getty Images

Infantas Elena e Cristina cada vez mais afastadas dos atos oficiais

O rei de Espanha já fez questão de desmentir as notícias de que as filhas poderiam vir a ser privadas dos privilégios de ser membro da família real, mas a verdade é que estas assumem cada vez mais um papel secundário.

Redação CARAS
9 de dezembro de 2011, 15:09

Depois de ter sidotornado público que Iñaki Urdangarín,marido da infanta Cristina deEspanha, seria constituído arguido num caso de fraude e desvio de dinheirospúblicos, voltaram a surgir notícias polémicas em torno da família real do paísvizinho. Na última semana foram vários os meios de comunicação que avançaramcom a possibilidade de o rei Juan Carlosafastar as filhas, as infantas Cristina e Elena,dos atos oficiais e de as privar dos privilégios que têm por pertencerem à CasaReal espanhola. Contudo, a instituição emitiu esta quinta-feira, dia 8, umcomunicado a relembrar que todos os membros da família real registados como talo são por direito, pelo que não existem planos para os excluir ou retirar-lhesos títulos, apesar de estarem a ser preparadas algumas alterações.
A verdade é que desde a separação de Elena e de Jaime de Marichalar, em novembro de 2007, e da mudança de Cristinae Iñaki para Washington, em agosto de 2009, as infantas têm marcado presença empoucos atos oficiais, sendo a família real espanhola representada sobretudopelos reis Juan Carlos e Sofía, ospríncipes das Astúrias, Felipe e Letizia, e as filhas destes, Leonor e Sofía.
Ao que tudo indica, já estava nos planos fazer o mesmo que acontece noutrascasas reais europeias e deixar a representação oficial a cargo dos primeiros nalinha de sucessão ao trono a partir de 2012, mas o processo terá sido aceleradocom o envolvimento de Iñaki Urdangarín no processo de fraude.
De acordo com o comunicado da Casa do Rei, o facto de as infantas passarem ater um papel secundário implica que deixem de receber “gastos de representação”, mas não está previsto que percam os seustítulos ou que renunciem ao trono.
Para já, a família real espanhola tem previsto reunir-se dias antes do Natal. Ainfanta Cristina, o marido e os filhos deverão chegar a Espanha no dia 20 e,tal como costuma acontecer todos os anos, passar a Consoada no palácio daZarzuela e o dia de Natal com a família de Inãki. Já o fim de ano deverá serfestejado nos Estados Unidos, uma vez que Miguel,Juan Valentin, Pablo Nicolas e Irenerecomeçam as aulas na primeira semana de janeiro. Quantos aos reis e aospríncipes das Astúrias, o primeiro ato oficial na agenda para o início do ano éPáscoa Militar, que se assinala no dia 6.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras