Nas Bancas

Letizia: Os rostos de uma princesa viciada em plásticas

A aparência da ex-jornalista mudou drasticamente ao longo dos últimos cinco anos. Letizia não pára de surpreender com as alterações físicas a que se submete continuamente

Melissa Tavanez
7 de julho de 2009, 11:30

Em cinco anos, Letizia não poderia ter mudado mais: quando foi apresentada como noiva do príncipe Felipe de Espanha parecia uma mulher espontânea, segura, natural e radiante. Agora, mostra-se triste, artificial, insegura e quase perfeita, mas de uma perfeição estudada e construída à custa de cirurgias plásticas. Basta comparar as fotos destes anos para o comprovar.
Três grandes especialistas reconhecidos internacionalmente são os criadores dos novos traços físicos da princesa: o cirurgião plástico António de la Fuente, o dermatologista Christian Chams e a esteticista Cármen Navarro. Segundo fonte próxima da Casa Real espanhola, Letizia fá-lo sob o pretexto de transmitir a melhor imagem enquanto princesa e inspirada pelo seu ícone de beleza e elegância: a rainha Rania da Jordânia. Actualmente, vive dependente destes três médicos, que, a qualquer hora do dia, estão disponíveis para responder a novos pedidos da princesa.
Em Agosto de 2008, motivada por um problema respiratório, dizia o comunicado oficial, Letizia submeteu-se a uma septorrinoplastia, que lhe modificou o perfil. Sob a orientação de António de la Fuente, da Clínica Ruber, em Madrid, a princesa aproveitou ainda para limar um pouco o seu queixo demasiado saliente. Só que, depois disto, Letizia não conseguiu parar e parece ter-se tornado dependente das plásticas.
Ao longo do último ano, a princesa, aconselhada por Chams, recorreu frequentemente a aplicações de ácido hialurónico para reduzir as rugas de expressão e tornar as maçãs do rosto mais salientes. De três em três meses, Chams desloca-se à residência dos príncipes das Astúrias, na Zarzuela, onde, longe de olhares indiscretos, aplica à princesa infiltrações de um produto revolucionário que lhe confere um aspecto simultaneamente rejuvenescido e artificial. Um conjunto de substâncias biológicas activas - vitaminas, oligoelementos, antioxidantes, minerais e ácido hialurónico - atenua os efeitos da idade, combate a flacidez e permite recuperar vitalidade sem alterar a expressão. E já viciou a princesa, que se deixou ainda seduzir por um outro segredo: a aplicação de botox no contorno dos olhos e na testa, de modo a suavizar os sulcos da pele e a prevenir o aparecimento de rugas.
Simultaneamente, Letizia tem procurado os melhores peelings e tratamentos de hidratação, aos quais se submete regularmente no centro de estética de Madrid, dirigido por Cármen Navarro, com o objectivo de manter a pele do rosto branca e imaculada. Escusado será dizer que a equipa da Zarzuela trata de todas as diligências necessárias para manter estas visitas em segredo.
Se estes cuidados com o rosto já eram suficientes para se considerar a princesa dependente das plásticas, junte-se-lhes ainda as intervenções a que tem submetido o corpo: o silicone que aplicou nos seios ainda durante o noivado com o príncipe foi renovado depois do nascimento da infanta Sofía. E há ainda especulações à volta do volume nem sempre igual das suas nádegas, que por vezes parecem receber a ajuda de roupa interior almofadada.
O facto de maquilhar sempre as pernas e de aplicar extensões no cabelo de cada vez que tem um jantar de gala são já meros pormenores ao pé das restantes medidas de embelezamento.
Poderá argumentar-se que a princesa está no seu direito de se preocupar com a própria imagem, até porque é o alvo primordial das objectivas fotográficas, mas a opinião pública espanhola não esconde um certo desagrado por esta vaidade da princesa, que já considera excessiva, o que pode trazer alguns embaraços à família real. As poses estudadas, qual estrela de cinema, têm ofuscado os reis e o príncipe Felipe em momentos importantes e, perdida a espontaneidade, a popularidade de Letizia tem vindo a descer drasticamente.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras