Nas Bancas

Margarida da Dinamarca fala sobre os tempos difíceis que viveu na altura da morte do pai, o rei Frederico IX

A rainha deu uma entrevista à revista dinamarquesa ALT, onde falou sobre um dos períodos mais complicados da sua vida.

CARAS
21 de agosto de 2019, 16:58

A rainha Margarida da Dinamarca aceitou dar uma entrevista à revista dinamarquesa ALT, na qual falou sobre um dos episódios mais difíceis da sua vida, a morte do pai, o rei Frederico IX, em janeiro de 1972, quando ela tinha 31 anos.

Naquela época, o monarca tinha 71 anos e nada faria prever o trágico desenlace que esta história viria a ter. "O meu pai adoeceu com uma pneumonia na noite de ano novo, depois de ter feito o discurso de 31 de dezembro, de 1971. Foi internado no Hospital Municipal de Copenhaga quando o seu coração começou a falhar e nós percebemos que se tratava de um assunto sério", começou por contar a rainha, que explicou depois como se desenrolou o dia seguinte.

"Naquele momento tivemos o pequeno almoço de ano novo e também o jantar e tive que representar o meu pai como chefe de família. Lembro-me claramente de pensar que esta não seria a única ocasião em que ia representá-lo e não me enganei, porque ele faleceu 14 dias mais tarde", continuou.

"Despedimo-nos dele no Hospital Municipal e regressei ao palácio de Amalienborg, onde o tenente da guarda real, o comandante e um oficial trouxeram as bandeiras reais da parte do castelo pertencente aos meus pais, cruzando a praça e levando-as para os meus aposentos, como um sinal visível da que o peso de reinar era a partir daquele momento meu", continuou.

Durante a entrevista a monarca não escondeu aquilo que sentia e de como encarou aquele momento, não só a nível pessoal como também institucional. "Em muitos sentidos foi uma situação de muita emoção. Estava afetada pela dor e acabava de me despedir do meu pai e uma hora mais tarde recebi as bandeiras e ganhei consciência de que tinha chegado o momento de dar um passo em frente", explicou ainda, a rainha.

De recordar que Frederico IX nasceu a 11 de março de 1899 e reinou desde 20 de abril de 1947 até à data da sua morte, a 14 de janeiro de 1972. No dia seguinte, a filha mais velha do rei foi proclamada rainha, sob o nome de Margarida II da Dinamarca, numa cerimónia que decorreu no castelo de Christiansborg, presidida pelo então primeiro-ministro dinamarquês, Jens Otto Krag.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras