Nas Bancas

Emoção na despedida ao príncipe Henrique da Dinamarca

O cortejo fúnebre realizou-se na manhã desta quinta-feira perante o olhar de milhares de dinamarqueses.

CARAS
15 de fevereiro de 2018, 17:08

A manhã desta quinta-feira foi de tristeza em toda a Dinamarca. Enquanto se disparavam salvas em honra do falecido príncipe Henrique e as bandeiras eram colocadas a meia haste em todos os edifícios governamentais do país, o cortejo fúnebre saia de Fredensborg em direção ao Palácio de Amalienborg. Toda a família real esteve presente, num cortejo automóvel que teve início às 10 horas da manhã.

À frente, seguia o caixão do príncipe, coberto pela bandeira da Dinamarca e pelo seu próprio Brasão de Armas. Atrás do carro fúnebre saiu um veículo onde seguia a rainha Margarida II. A este, seguiu-se um carro com o príncipe Frederico, herdeiro do trono, a sua mulher, a princesa Mary, e os quatro filhos, e, atrás deste, um carro com o príncipe Joaquim e a sua família.

A ex-mulher do príncipe Joaquim, Alexandra, condessa de Frederiksborg, falou esta quarta-feira sobre Henrique da Dinamarca, dizendo que era "um homem alegre que amava a vida."

Em vários locais por onde passou o cortejo, os dinamarqueses foram-se juntando para se despedirem do príncipe. Às 11h, o cortejo chegou a Copenhaga, onde foi recebidos por muita gente. A imprensa dinamarquesa estima que foram deixados cerca de 8000 ramos de flores na entrada do Palácio de Amalienborg.

Recorde-se que o príncipe Henrique será cremado, como era sua vontade. O funeral terá lugar no próximo dia 20 de fevereiro, na Igreja do Palácio de Christiansborg. Por desejo do príncipe, estarão presentes apenas a família e os amigos mais próximos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras